Conteúdo Principal
Publicado em: 30/07/2021 - 14h22 Tags: CGJ, ESMA, Gestão cartorária 

CGJ e Esma: webinário discute ferramentas e procedimentos para uma melhor gestão cartorária 

Um total de 185 pessoas participou do webinário sobre ‘Ferramentas de Gestão da Unidade Judiciária’, realizado pela Corregedoria geral de Justiça (CGJ) e pela Escola Superior da Magistratura (Esma) na manhã desta sexta-feira (30). A capacitação foi ministrada pelo analista do 3º Juizado Especial Cível da Capital, Caio Bruno Sousa e Silva, que falou sobre metodologias, práticas de otimização e ferramentas tecnológicas de gestão para um trabalho em equipe.

O evento é o segundo realizado dentro da proposta do webinário ‘Repensando práticas judiciais: diálogos com Corregedoria e Esma’, que visa debater, quinzenalmente e até o final do ano,  assuntos diversos relacionados à gestão judiciária. O primeiro da série ocorreu no dia 2 de julho, com tema ‘Sistemas de Pesquisas Patrimoniais’ e 170 participantes. 

Ao abrir o webinário, o corregedor-geral de Justiça, desembargador Fred Coutinho, ressaltou que o objetivo é buscar o aprimoramento constante. “São encontros produtivos, com exposição de teorias e práticas importantes. Vamos discutir os melhores caminhos para o desenvolvimento dos trabalhos”, reforçou.

O diretor adjunto da Esma, juiz Antônio Silveira Neto, reforçou que é muito importante que os temas em questão estejam sendo contemplados por meio de cooperação. “A Escola e a Corregedoria entendem que uma boa gestão possibilita avanços consideráveis na qualidade do trabalho que passa a ser melhor desenvolvido, até mesmo com procedimentos simples”, afirmou.

Ao desenvolver o tema proposto, o servidor Caio Bruno apontou a inserção massiva de modelos como uma prática de otimização bastante eficiente. “Os modelos são essenciais para trabalharmos com celeridade, padronização e organização. Desta forma, minimizamos a margem de erros”, avaliou, explicando que costuma agrupá-los por símbolos.

A distribuição prévia das tarefas dos servidores que se afastam da unidade por motivos de férias e licenças também foi apontada como primordial. “Com isso, quando o servidor retorna, encontra matérias em dia, ao invés de um trabalho acumulado. Isso gera um ciclo virtuoso tanto para os servidores quanto para a unidade, que mantém a continuidade dos serviços”, argumentou.

Caio também explicou como o uso de uma ferramenta tecnológica gratuita (Trello) vem auxiliando a unidade com eficiência e promovendo uma melhor comunicação. No aplicativo, são incluídas as tarefas de cada servidor, assim como calendários de feriados, pautas de audiência, acesso ao PJe, escalas de atendimento, link para o Balcão Virtual, interação de servidores e outras ações. Com isso, evita-se o uso dos aplicativos de comunicação individual para o trabalho, o que também gera mais qualidade de vida.

Os juízes corregedores estiveram presentes, mediaram os debates, tiraram dúvidas e fizeram considerações sobre os assuntos expostos. O magistrado Fábio Araújo enfatizou que a discussão sobre o tema é fundamental. “Uma unidade é um microssistema e precisamos da atuação adequada de todos que ali se encontram”, disse.

A juíza corregedora Aparecida Gadelha expôs que a palestra brindou a todos com novas maneiras de trabalho no cartório. “Precisamos nortear as nossas ações com planejamento e dedicação aos dados. Um planejamento acelera os processos e também melhora a nossa qualidade de vida, com otimização de tempo e trabalho”, analisou.

O juiz Ely Jorge Trindade também registrou a satisfação de participar do evento. “Deixo meu agradecimento pelo envolvimento massivo dos servidores e servidoras do TJPB neste webinário”, falou.

Por Gabriela Parente

Compartilhar: Whatsapp
GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611
GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611