Conteúdo Principal
Publicado em: 10/09/2019 - 18h26 Tags: Projeto Digitaliza

Esforço concentrado para digitalização é iniciado e inscrições para servidores continuam abertas

Continuam abertas as inscrições para os servidores que desejam participar do esforço concentrado para digitalização dos processos, mediante pagamento de horas-extras, em 35 unidades judiciárias do Estado, cujo ritmo de trabalho se encontra mais lento, conforme acompanhamento da Gerência de Projetos do Tribunal de Justiça da Paraíba. A medida foi decretada pela Presidência do TJPB, com o objetivo de alcançar as metas estabelecidas de migração dos feitos físicos para o PJe em todo o Estado até o final do ano.

Para realizar a inscrição, o interessado deve acessar o link: https://forms.gle/kFehwxYgjnru3hS49 ou a página do Digitaliza no endereço eletrônico https://www.tjpb.jus.br/digitaliza. Conforme orientações da Presidência, qualquer servidor poderá se inscrever, mas a prioridade é daqueles que, desde o início do Projeto Digitaliza, aderiram ao trabalho e já concluíram a migração dos feitos em suas unidades, estando, portanto, habilitados para a virtualização das varas que integram o esforço.

De acordo com a gerente de Projetos, Caroline Leal, foram registrados, até o momento, 149 inscrições, tendo sido 33 servidores selecionados para atuação em 20 unidades judiciárias. A gerente informou, ainda, que as unidades que receberão intervenção podem continuar o trabalho paralelamente à equipe designada, tendo como benefício a concessão de folgas de forma proporcional à quantidade de feitos migrados pela própria unidade.

“O servidor habilitado para o esforço concentrado não precisará se deslocar e a logística de distribuição dos processos para virtualização, além das metas, prazos e devolução dos mesmos para o arquivo serão acompanhados pela Gerência”, explicou Caroline Leal.

O coordenador do Digitaliza, juiz auxiliar da Presidência do TJPB, Meales Melo, afirmou que a virtualização está ampliando a utilização do processo eletrônico, diminuindo gastos, trazendo eficiência operacional e inúmeros outros benefícios, já tendo sido anunciada a meta de migrar todos os processos físicos de natureza cível até o final de 2019.

A virtualização dos processos físicos do Judiciário estadual paraibano, por meio do Projeto Digitaliza, foi iniciada no Fórum Cível da Capital em julho de 2018. Com o Ato nº 12/2019, publicado no início da gestão do presidente do TJPB, desembargador Márcio Murilo, houve a expansão da iniciativa para todo o Estado, com a atuação dos servidores e magistrado de cada unidade, instituindo premiação pela concessão de dias de folga aos atuantes na digitalização.


Por Gabriela Parente / Ascom-TJPB

Compartilhar: Whatsapp
DICOM
Diretoria de Comunicação Institucional
  • imprensatjpb@gmail.com
  • (83) 3216-1611