Conteúdo Principal
Publicado em: 06/09/2022 - 14h25 Tags: ESMA, curso, Ferramentas tecnológicas, Ensino Híbrido

Esma encerra aulas de curso sobre novas ferramentas tecnológicas nesta terça-feira 

-

Nesta terça-feira (6), terminam as aulas do Curso de Formação de Formadores (FOFO) Nível 2 - ‘Novas Ferramentas Tecnológicas para o Ensino Híbrido’. O curso promovido pela Escola Superior da Magistratura (Esma) é ministrado pelos tutores Fernando de Assis Alves e Vladimir Santos Vitovsky, ambos formadores da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamentos de Magistrados (Enfam).

O curso teve início no dia 23 de agosto, de modo remoto, e nos dias 5 e 6 deste mês, as aulas foram realizadas de modo presencial na unidade I da instituição de ensino, em João Pessoa. A formação conta com a participação de 27 alunos, entre magistrados e servidores do Poder Judiciário estadual e de outras instituições.

Para o diretor adjunto da Esma e um dos alunos da formação, juiz Antônio Silveira Neto, o curso é de fundamental importância para juízes e servidores que pretendem ser formadores e aborda técnicas modernas de ensino. “Os professores possuem excelente qualificação sobre o assunto e nos brindaram com conhecimentos inovadores sobre o uso de ferramentas tecnológicas em sala de aula", disse o magistrado.

De acordo com o tutor Vladimir Vitovsky, a formação buscou abordar novas ferramentas tecnológicas referente ao ensino híbrido. “Desde de 2017, dentro da sala de aula, observamos que era importante no espaço comunicacional a gente desenvolver novas ferramentas que fossem além do powerpoint e do quadro branco e negro, ou seja, que expandisse algumas ferramentas tecnológicas para o ensino e aprendizagem”, ressaltou o professor, acrescentando que, com a pandemia da Covid 19 se tornaram mais urgente e necessárias essas ações devido à questão do distanciamento social.

Ao final do curso, de forma geral, os cursistas serão capazes de realizar ações formativas híbridas com a utilização adequada das ferramentas tecnológicas virtuais, entre as quais: diferenciar ensino remoto (aulas telepresenciais) e educação a distância (EaD); discutir a transposição da formação presencial para o ensino remoto; planejar uma ação formativa remota articulando adequadamente os objetivos com as atividades (síncronas e assíncronas) através de ferramentas tecnológicas; relacionar os objetivos educacionais com as estratégias de ensino e aprendizagem e os métodos ativos nas aulas telepresenciais; e utilizar as Plataformas virtuais Zoom, Teams e Google Classroom; dentre outras.

Tutores - Vladimir Santos é juiz Federal da 9ª Vara Federal de Execução Fiscal/RJ, doutorando do Programa de Doutoramento “Direito, Justiça e Cidadania no Século XXI”, em Direito e Sociologia da Universidade de Coimbra, membro da Comissão do CAE/EMARF, coordenador da Comissão de Gestão da Administração Judiciária, bem como magistrado formador. 

Já Fernando Alves é servidor da Enfam e graduado em Pedagogia pela Universidade de Brasília, além disso é especialista em Gestão Pública e Sociedade, mestre em Educação e Comunicação, doutorando em Ciências da Educação e diretor-presidente do Grupo Educando para a Vida - EDUCAVIDA.

Por Marcus Vinícius

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611