Conteúdo Principal
Publicado em: 09/03/2022 - 17h00 Atualizado em: 14/03/2022 - 18h25 Tags: Comissão de Segurança, Gaeco, Sistema Visit, TJPB

Gaeco do Ministério Público estadual também vai usar o Sistema ‘Visit’ do Tribunal de Justiça da Paraíba

Reunião com Gaeco
Reunião para apresentação do "Sistema Visit"

O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público estadual solicitou ao Tribunal de Justiça da Paraíba o uso do código-fonte do Sistema de Controle de Visitantes, mais conhecido como “Sistema Visit”. A solicitação partiu do coordenador do Gaeco, Otávio Paulo Neto, e uma equipe do TJPB fez a apresentação do software do programa, que já é utilizado em 52 comarcas do Poder Judiciário estadual.

Além do Gaeco, o Sistema Visit foi enviado à Companhia de Processamento de Dados do Estado da Paraíba (Codata), para fins de uso pelas secretarias estaduais, em especial, a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária.

O programa envolve procedimentos para o ingresso e permanência de pessoas nas dependências do Poder Judiciário estadual. A ferramenta é o aperfeiçoamento no sistema de controle do Acesso Seguro, também desenvolvido pelo TJPB e está integrada ao Banco Nacional de Mandados de Prisão (BNMP 2.0), permitindo a identificação de pessoas que tenham contra si um mandado de prisão expedido em aberto, durante o cadastramento dos visitantes ao tentar entrar nos prédios públicos.

A gestora do Projeto Acesso Seguro e integrante da Comissão de Segurança do TJPB, juíza Micheline Jatobá, informou que durante o encontro entre as equipes do TJPB e do Ministério Público, realizado na tarde dessa segunda-feira (7), foi deliberado a respeito de uma parceria entre os dois órgãos, para o uso do código-fonte e da base de dados do Sistema Visit. “O Ministério Público já é parceiro do Poder Judiciário entre outras ações e a ideia é estender esse trabalho conjunto, por meio de um termo de cooperação. Em contrapartida, o MP agregaria valores no segmento da informação”, adiantou a magistrada, que também é juíza auxiliar da Vice-presidência do TJPB.

Micheline Jatobá lembrou que o Tribunal de Justiça da Paraíba recebeu do TRT-PB o código-fonte “zerado” e o Poder Judiciário estadual desenvolveu um software próprio, para que o sistema pudesse fazer todas as pesquisas, informações e checagem em relação às pessoas que desejam ingressar nos prédios do TJPB. “Hoje, o Sistema Visit integra o patrimônio do Tribunal de Justiça e está servindo, inclusive, para outras instituições”, comentou a gestora.

Já o coordenador do Gaeco do MP destacou que sua equipe de Tecnologia da Informação fez toda a análise do Sistema Visit e, depois da explanação feita pelo pessoal do Tribunal de Justiça, ficou decidido que o Gaeco vai solicitar a cessão código-fonte do Visit para as unidades do Ministério Púbico. “Também vamos adicionar algumas tecnologias que já utilizamos, para uma melhor segurança da população”, comentou Otávio Paulo Neto.

A apresentação do Programa para o Gaeco-MP foi feita pelo coordenador do Projeto Acesso Seguro do TJPB, Jardel Rufino. “O Sistema Visit é uma referência no Estado, já presente em outros tribunais, a exemplo do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) e Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 5ª Região, além do Governo do Estado da Paraíba”, destacou Rufino.

Por Fernando Patriota

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611