Conteúdo Principal
Publicado em: 08/03/2022 - 11h26 Comarca: Princesa Isabel Tags: Coordenadoria da Mulher

Juíza da Comarca de Princesa Isabel realiza Júri em caso de tentativa de feminicídio com depoimento da vítima

Juri em Princesa Isabel
Júri em Princesa Isabel

Nesta terça-feira (8), Dia Internacional da Mulher, a juíza titular da Vara Única da Comarca de Princesa Isabel, Maria Eduarda Borges Araújo, está presidindo um Júri Popular, no qual o réu, José Hércules da Silva Feitosa, é acusado de tentar feminicídio. Segundo a denúncia, no dia 15 de junho de 2019, por volta das 4h30, na Travessa José Frazão, daquele Município, o pronunciado aproveitando-se das relações domésticas e conjugais, tentou matar sua então companheira, com sete golpes de punhal. Na época, a vítima tinha 17 anos e o crime foi motivado por ciúmes.

A magistrada informou que o Corpo de Jurados está composto por sete mulheres e a sentença será prolatada na tarde de hoje. “Inclusive, a vítima já prestou seu depoimento”, destacou a juíza. Ainda de acordo com a denúncia do Ministério Público, José Hércules da Silva Feitosa está incurso no artigo 121, §2º, inciso VI, combinado com o artigo 14, ambos do Código Penal, como ainda o artigo1º, I, da Lei nº:8.072/90. A denúncia é assinada pelo promotor de Justiça, Rafael de Carvalho Silva Bandeira. Quem faz a defesa do réu é o defensor público, Carlos Roberto Barbosa.

O processo também informa que o réu, antes de tentar matar sua companheira, estava bebendo com ela e, ao chegar em casa embriagado, desferiu os golpes de punhal. “Após, o acusado chegar em sua residência, embriagado e não tendo encontrado a porta do quarto aberta pulou a parede que dá acesso ao quarto, sacou um punhal, atingindo a vítima com golpes no braço esquerdo, axila, a região cervical, e o tórax. A vítima foi socorrida por vizinhos, para Unidade de Pronto Atendimento”, detalha a Ação Penal.

Conforme o MP, o réu e a vítima tinham um relacionamento conjugal há seis meses e pós o término das festividades juninas realizadas na Praça da Estrela, em Princesa Isabel, o casal decidiu passar no “Bar de Maria de Tia” para lanchar, em dado momento, o acusado notou a presença de um ex-namorado de sua companheira no local e iniciou uma discussão motivado por ciúmes. A vítima a fim de minimizar a discussão resolveu ir para casa na companhia de sua prima, local onde aconteceu a tentativa de homicídio, com a qualificadora de feminicídio.

Por Fernando Patriota

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611