Conteúdo Principal
Publicado em: 28/02/2018 - 18h41 Atualizado em: 28/02/2018 - 18h42

Juízes criminais serão palestrantes no II Simpósio O Direito e o Trânsito no dia 16 de março

As inscrições já estão disponíveis no site do Instituto Mobilidade Humana

Os juízes Adilson Fabrício Gomes Filho e José Geraldo Pontes, titulares da 1ª Vara Criminal e da Vara de Execução de Penas Alternativas da Capital, respectivamente, receberam a representante do Instituto Mobilidade Humana (Mobih), Renata Rezende Herani, em reunião que aconteceu no Fórum Criminal da Capital, nesta quarta-feira (28). O encontro foi para tratar de encaminhamentos para o II Simpósio O Direito e o Trânsito, que acontecerá no dia 16 de março, no auditório do Fórum Cível de João Pessoa, com participação dos magistrados.

O Simpósio, organizado pelo Instituto Mobih, pretende reunir autoridades dos três Poderes com representantes do setor privado que atuam na área do trânsito, para debater como a regulação do sistema nacional de trânsito pode contribuir para a mobilidade nas cidades, promovendo educação e segurança. Os juízes do Judiciário estadual comporão a mesa do painel ‘Punições convertidas em ações sociais’.

“Esse evento é de suma importância para a educação no trânsito, e é com grande prazer que iremos participar desse Simpósio, para desenvolver o tema de crimes e punições no trânsito. Será um painel muito importante para todos, em especial para os estudantes de Direito que poderão participar; a imprensa; e pessoas que lidam com saúde, educação e segurança”, afirmou o juiz Geraldo Pontes.

O juiz Adilson Fabrício reiterou a necessidade de tratar sobre o tema, afirmando que é ideal discutir, junto a outras autoridades, possíveis soluções para reduzir os dados de crimes e acidentes de trânsito no Brasil. “É importante para que todos tomem conhecimento sobre o que tramita no Judiciário em relação a Ações Penais por crimes de trânsito, que é o tópico que me cabe na palestra. Então, pretendemos abordar a quantidade de ações que existem na Paraíba e quais as capitulações do Código de Trânsito que mais incidem nas denúncias do Ministério Público. Vamos tentar, juntos, descobrir qual seria a melhor solução para esses casos”, acrescentou o magistrado.

Renata Rezende ressaltou a importância da colaboração do Judiciário estadual com o evento. “Essa visita que fiz hoje foi com o objetivo de explicar mais sobre a motivação do Instituto Mobih e do evento, e engajar os juízes, que já têm as suas vivências na área. A participação deles será muito importante para a pauta que queremos discutir. Acreditamos que, juntando os apontamentos de todos os participantes, vamos ter uma visão melhor sobre as medidas que podem ser adotadas para melhorar o sistema de trânsito”, destacou.

O evento será aberto ao público e as inscrições podem ser feitas no site do Instituto Mobih, no link: http://institutomobih.com.br/Simposio/paraiba/index.html. A previsão é de que a abertura aconteça às 10h do dia 16. Durante a tarde, haverá duas palestras: a primeira sobre ‘A visão de líderes e da sociedade sobre a mobilidade: motocicletas e transporte escolar’; a segunda tem o tema ‘Punições convertidas em ações penais’, esta tem início previsto para as 15h.

Por Marília Araújo (estagiária)

Compartilhar:
DICOM
Diretoria de Comunicação Institucional
  • imprensatjpb@gmail.com
  • (83) 3216-1611