Conteúdo Principal
Publicado em: 14/02/2020 - 11h08 Atualizado em: 14/02/2020 - 15h33 Comarca: João Pessoa Tags: Infância e Juventude, Coordenadoria da Mulher, Prevenção da gravidez, Campanha Meu corpo não é sua folia

Prevenção da gravidez na adolescência e Campanha ‘Meu corpo não é sua folia’ repercutem na TV Justiça

 

O Jornal da Justiça 2ª edição da TV Justiça veiculou, nessa quinta-feira (13), matéria produzida pela Gerência de Comunicação do Tribunal de Justiça da Paraíba sobre o planejamento dos integrantes do Sistema de Garantias dos Direitos da Criança e do Adolescente (SGDCA) para prevenir a gravidez na adolescência. No mesmo dia, no Jornal da Justiça 1ª edição, o destaque foi para a Campanha ‘Meu corpo não é sua folia’, que visa estimular respeito e reduzir casos de abuso durante o Carnaval.

A primeira reportagem apresenta a estatística brasileira de que uma em cada cinco mulheres será mãe antes de terminar a adolescência, segundo dados do Fundo das Nações Unidas para a Infância, publicado em 2018. Na Paraíba, conforme a Secretaria Estadual de Saúde (SES), no mesmo período avaliado pelo levantamento da Unicef, na Paraíba, quase 10.000 meninas foram mães e destas, 456 tinham idade entre 11 e 14 anos. 

Para enfrentar a problemática, o coordenador Estadual da Infância e da Juventude (Coinju) do TJPB, juiz Adhailton Lacet Correia Porto, se reuniu com vários agentes da rede de garantia e proteção da Infância e Juventude, a exemplo dos juízes com essa competência, Ministério Público, Defensoria Pública, Conselhos Tutelares, dirigentes de maternidades públicas e privadas, diretores e professores de escolas, Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e a Ordem dos Advogados do Brasil- seccional Paraíba (OAB-PB). “A ideia é orientar os jovens de um modo geral, meninos e meninas, com o objetivo de evitar a gravidez nessa fase da vida, dentro do plano de atuação do Poder Judiciário estadual para a Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência”, destacou o magistrado.

Para ver a matéria no JJ2, clique na palavra gravidez.

Já a segunda matéria trata da Campanha ‘Meu corpo não é sua folia’. Iniciativa que conta com a participação do TJPB, por meio da Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar. A ação busca alertar os foliões para o fato de que a importunação sexual é crime e pode dar até cinco anos de cadeia.Para assistir a matéria completa, clique na palavra carnaval.

Por Gabriella Guedes/ Gecom-TJPB

Compartilhar: Whatsapp
DICOM
Diretoria de Comunicação Institucional
  • imprensatjpb@gmail.com
  • (83) 3216-1611