Conteúdo Principal
Publicado em: 09/04/2018 - 19h13 Atualizado em: 09/04/2018 - 19h50 Tags: GEVID

Projeto Qualidade de Vida em Ação Itinerante inicia atendimentos no Fórum Criminal da Capital

Este ano, a primeira etapa do Projeto somou 818 procedimentos realizados

Nesta segunda-feira (9), os trabalhos voltados à Saúde Preventiva, desenvolvidos pelo Projeto Qualidade de Vida em Ação Itinerante do Tribunal de Justiça da Paraíba, chegaram ao Fórum Criminal ‘Ministro Oswaldo Trigueiro de Albuquerque Melo’, na Capital paraibana. Até esta quinta-feira (12), servidores e magistrados da unidade terão, a seu dispor, atendimentos nas áreas de Medicina, Psicologia, Fisioterapia, Nutrição e Auriculoterapia, que estarão sendo prestados na Diretoria da unidade judiciária. O diretor, juiz Adilson Fabrício Gomes Filho, foi o primeiro atendido do ciclo.

O Projeto é desenvolvido pelo Setor de Qualidade de Vida vinculado à Diretoria de Gestão de Pessoas do TJPB. A gerência dos trabalhos é exercida pela fisioterapeuta Valéria Beltrão. Na primeira etapa deste ano, somou 818 procedimentos realizados. Já a segunda etapa foi iniciada no Fórum Cível da Capital (no período de 02 a 05 de abril) e segue até o dia 10 de maio, percorrendo unidades da Grande João Pessoa.

Atendida nesta segunda-feira, a servidora Maria do Carmo avaliou positivamente a presença dos profissionais de saúde na unidade em que trabalha. “Uma atitude maravilhosa, principalmente para a gente, que vive se esquivando de ir ao médico. É muito bom ter, no ambiente de trabalho, o atendimento de um médico ou um nutricionista. São procedimentos simples, mas são serviços importantes, como pressão, glicose. Acho perfeito”, falou, informando que voltaria no dia seguinte para novo atendimento.
Este ano, a equipe multidisciplinar mudou a estratégia de atendimento, ficando fixa em cada unidade durante quatro dias. Para a nutricionista Raquel dos Santos Vitorino, está sendo possível dar assistência a um número maior de servidores e magistrados. “Antes, ficávamos apenas uma tarde em cada local. Agora, no primeiro dia, assim que chegamos, passamos em todos os cartórios divulgando período, local e horários em que os serviços serão prestados. Sempre solicitam a nossa presença. Servidores e magistrados queriam, inclusive, a existência de um setor físico nas unidades. Sentimos que há uma boa procura”, declarou.

Maria das Graças é técnica de Enfermagem à disposição do TJPB e participante do Projeto. Ela afirma que, durante a semana, costuma atender entre 70 e 80 pessoas. Muitas chegam com a pressão alta, ao que ela atribui ao estresse no trabalho, na maioria das vezes. Também aponta a importância de não se negligenciar estes quadros.

Já a psicóloga Valdirene Pereira Alves Teodósio explica que desenvolve um trabalho de forma preventiva e que não é possível realizar um atendimento clínico aprofundado, mas um diagnóstico e os devidos encaminhamentos. “Fazemos uma avaliação, uma anamnese, para verificar o quadro de cada servidor, se há uma depressão, um transtorno de ansiedade, entre outros. Trabalhamos com algumas técnicas, de forma pontual, e encaminhamos para acompanhamento, mediante uma psicoterapia específica, de acordo com cada caso”, explicou.

A psicóloga falou, também, que tem trabalhado questões relacionadas à autoestima. “Observamos que muitos servidores não dedicam aquele tempo para olhar para si mesmo, realizar um diálogo interno sobre o dia a dia no trabalho, na família e, assim, fazer uma higiene mental, que é algo importante”, destacou.

Wilson Leitão é fisioterapeuta e técnico judiciário, atuante no Projeto Qualidade de Vida em Ação Itinerante, e diz que sua ação também tem sido voltada à prevenção de doenças. “Desenvolvo um trabalho relacionado à avaliação ergonômica da mobília utilizada pelos funcionários em seus locais de trabalho, por exemplo. Muitos adoecem por conta deste mau uso. Outros passam muitas horas sentados, não se levantam, realizam um alongamento. Então, eu promovo avaliações e orientações, que venham a prevenir dor de coluna, LER, Dort e patologias comuns relacionadas às próprias atividades desenvolvidas”, salientou.

Para ele, muitas pessoas atendidas já possuem alguns dos conhecimentos que são passados nos atendimentos. “A grande novidade, no entanto, está no fato de um profissional chegar até eles com estes cuidados; de o Tribunal demonstrar esta preocupação com a saúde de seus servidores e magistrados. O importante é não adoecer”, enfatizou.

Cronograma – Após o Fórum Criminal, o Qualidade de Vida Itinerante segue para o Fórum de Mangabeira, no período de 16 a 19/04. Os atendimentos ocorrerão no Fórum de Santa Rita, de 23 a 25/05, e no Fórum da Infância e Juventude de João Pessoa, no dia 26.

No mês de maio, receberão a ação itinerante, os fóruns de Bayeux (02 e 03/05), de Cabedelo (07 e 08/05), e o do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (09/05). No dia 10 de maio, as atividades ocorrerão na Corregedoria Geral de Justiça e na Escola Superior da Magistratura (Esma).

Por Gabriela Parente

 

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611