Conteúdo Principal
Publicado em: 21/02/2019 - 15h09 Atualizado em: 21/02/2019 - 20h12 Comarca: São Bento

Servidores da Comarca de São Bento cumprem meta parcial e digitalizam 180 processos em fevereiro

Servidores de várias comarcas distribuídas pelo Estado estão empenhados na digitalização dos processos. A Comarca de São Bento, que tem como juiz substituto Agílio Tomaz, retrata muito bem essa nova fase que atravessa o Tribunal de Justiça da Paraíba. Lá, analistas e técnicos judiciários conseguiram cumprir a meta parcialmente e digitalizaram 180 processos, só no mês de fevereiro. O município está localizado no Sertão da Paraíba e distante 375 Km de João Pessoa. 

A digitalização de processos físicos é uma das prioridades da gestão do presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos. A virtualização faz parte do Projeto Digitaliza e conta com a adesão de 94 unidades judiciárias. 

Segundo o analista da Vara Única de São Bento, Tales Diniz, são muitos os ganhos com o Processo Judicial eletrônico (PJe). “No primeiro momento, foi necessário mostrar aos servidores a importância e as facilidades que o processo digital vai trazer na forma de trabalhar e que não existe caminho inverso, depois de sua implantação”, disse o servidor. 

Tales informou, também, que todos os dez servidores da Unidade Judiciária, dentre eles gerente de Fórum e distribuidor, estão envolvidos nas fases de digitalização. “É importante destacar o papel do juiz Agílio Tomaz, que tem o entendimento da matéria e nos dá as condições necessárias para nossas atividades”, comentou o analista. Ele lembrou que a meta estabelecida pelo TJPB para a Comarca de São Bento é que sejam digitalizados 1.680 processos até o final do mês de julho.

A equipe responsável pelo trabalho é composta dos seguintes servidores: Marluce Dutra da Silva, Felipe Ferreira Monteiro, Tales Diniz Nobre, Marcelo Santos Lúcio, Iladelvania Garcia Filgueiras, Shanally Elias Marques, Francisca Fernandes de Araújo, Rosetania Fernandes Lúcio, Nilda Fernandes de Lima e Janilda Fernandes de Assis

Benefícios – A unificação de todos os processos numa plataforma única, o PJe, trará diversos benefícios aos jurisdicionados, aos servidores e aos magistrados, tais como: facilitar o manuseio e a localização do processo; minimizar tarefas manuais; eliminar problemas com o transporte e extravio de autos; e possibilitar a unificação de procedimentos internos. A digitalização ainda economiza recursos, disponibiliza espaço de trabalho e armazenamento; torna os autos disponíveis permanentemente para as partes e advogados; e agiliza o processamento da demanda.

Por Fernando Patriota


 

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611