Conteúdo Principal
Publicado em: 01/12/2021 - 10h21 Atualizado em: 01/12/2021 - 10h23 Tags: Produtividade, Fórum Cível

Setor Psicossocial do Fórum Cível de João Pessoa analisa mais de 210 processos em seis meses

Foto de equipe do setor Psicossocial do Fórum Cível
Direção do Fórum reúne equipe do setor psicossocial

A produtividade do Setor Psicossocial do Fórum Cível da Comarca de João Pessoa foi a pauta de uma reunião virtual, que aconteceu nessa segunda-feira (29), entre a diretoria do Fórum e a equipe da unidade. Em maio deste ano existiam 355 processos, havendo a equipe reduzido esse número para 140, em seis meses. Mensalmente o setor vem realizando 60 estudos de caso, com atendimentos presenciais e remotos.

O Setor Psicossocial atua auxiliando magistrados das Varas de Família em decisões que não foram acordadas em audiência ou em situações exigidas pelo juiz da causa, na hipótese de complexidade. A equipe multidisciplinar é integrada por Psicólogas e Assistentes Sociais que realizam entrevistas, análises e estudos de casos, envolvendo especialmente direito de família, conforme explicou a coordenadora e psicóloga Suênia Costa.

“Não havendo acordo entre as partes, o juiz envia o processo para nosso setor e a técnica responsável mantém contato para marcar entrevista e dar início ao estudo. Encerrados os atendimentos, confeccionamos nosso relatório e devolvemos os autos para o cartório, com o estudo concluído. Desta forma, facilitando a decisão final do magistrado”, informou a psicóloga, enfatizando ter sido a reunião virtual muito proveitosa. “O diretor e sua equipe ouviram nossas informações e reconheceram o esforço que estamos fazendo para atender as demandas”, frisou Suênia Costa.

O juiz diretor do Fórum Cível, José Herbert Lisboa disse que a equipe do Setor Psicossocial desenvolveu excelente trabalho neste ano, reduzindo, sobremaneira, os processos que estavam no setor aguardando análise, entrevista e estudos de caso, inobstante todas as dificuldades decorrentes da pandemia.

O coordenador do Cartório Unificado de Família, juiz Sivanildo Torres lembrou que o trabalho executado pelo Setor Psicossocial abrange toda a Comarca de João Pessoa e enalteceu o desempenho da unidade, dizendo merecer aplausos. O magistrado observou, igualmente, que faz dois anos de pandemia, circunstância que dificultou a execução dos atos processuais, notadamente, os praticados pelo Setor Psicossocial, e a equipe conseguiu, de forma extraordinária, reduzir a quantidade de processos paralisados.

“A equipe fez um esforço grandioso. Este é um setor onde há um contato quase direto com as partes envolvidas. Fizeram o possível para que a unidade não ficasse estagnada. Agradeço a Suênia e toda a equipe pelo grande empenho e eficiência, promovendo uma celeridade considerável”, realçou o magistrado.

Por sua vez, a presidente da Comissão do Direito de Família da OAB-PB, Anna Carla Lopes destacou a diminuição dos processos. “De fato houve essa melhoria e a Comissão de Direito de Família fica muito feliz por tudo, até porque quem ganha é o jurisdicionado, quem ganha também somos nós advogados, por essa celeridade”, enalteceu.

Integram a equipe do Setor Psicossocial as psicólogas Maria Thereza Schuler, Rosângela Teófilo e Suênia Costa e as assistentes sociais, Eveline Jansen e Fernanda Pessoa.

Por Lila Santos

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611