Conteúdo Principal
Publicado em: 08/02/2021 - 12h55 Atualizado em: 08/02/2021 - 23h16 Comarca: São José de Piranhas Tags: Formação para Conciliadores

Servidores da Comarca de São José de Piranhas recebem Formação para Conciliadores

Servidores que atuam na Vara Única da Comarca de São José de Piranhas participaram do Curso para Formação de Conciliadores do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) da Comarca. A capacitação, no formato presencial, ocorreu no dia 1º de fevereiro, na sala do Tribunal do Júri, do Fórum ‘Juiz Hamilton de Sousa Neves’ e foi ministrada pela coordenadora do Núcleo de Prática Jurídica da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Cajazeiras (FAFIC), Cristiana Russo Lima da Silva.

Juiz Ricardo Henriques Pereira Amorim

O diretor do Fórum, juiz Ricardo Henriques Pereira Amorim (atua na Vara Única), destacou a importância da formação pela participação maciça dos servidores, os quais aderiram ao curso com seriedade, conforme explicou. “Todos nós, da Vara Única de São José de Piranhas, estamos dispostos a trabalhar para que a solução pacífica de conflitos seja uma constante e uma principiologia, aplicando a capacitação recebida”, pontuou o magistrado, agradecendo, em especial, ao Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do Tribunal de Justiça e à professora Cristiana Russo.

Durante a capacitação, a professora Cristiana Russo explanou sobre o aperfeiçoamento de mediadores e conciliadores, ressaltando que “pacificar conflito é muito mais que solucionar litígio, é promover a cultura do diálogo e da paz”. 

Participaram do curso: Angelina Laila de Sousa; Arão Costa Miguel; Marcos Alberto Gonçalves; Genilda da Silva; Hisley de Souza; Israel de Souza Filho; Heraldo Costa; José Iremar Ribeiro; Eurenides Maria de Oliveira; Francisca Luzivânia Silva (gerente do Fórum); Maria de Fátima Miranda; Adma Maria Gomes; José Marcelo Gomes; Roberto Manoel da Silva (estagiário); Claudino Tiburtino de Sousa (voluntário) e Jessika Tavares (responsável pelo Centro de Audiências Virtuais (CEAV) da cidade de Bonito de Santa Fé).

Por Lila Santos/Gecom-TJPB