Conteúdo Principal
Publicado em: 01/12/2011 - 12h00 Tags: Geral, Legado

Humorista “Zé Lezin” fecha a semana cultural depois de Literatura, declamações e repentes no terceiro dia de atividades

Da Literatura Erudita à Popular, declamações e repentes marcaram as atividades, desta quarta-feira (30), na Semana Cultural “Jackson do Pandeiro”, que está sendo realizada no auditório do Fórum Cível da Capital “Desembargador Mário Moacyr Porto”. O evento é promovido pelo Tribunal de Justiça, por meio da Escola Superior da Magistratura, Diretoria do Fórum Cível e da Associação dos Magistrados da Paraíba (AMPB) e termina nesta quinta-feira (1º), com a participação musical do desembargador Romero Marcelo da Fonseca Oliveira, apresentação do grupo Cia de Teatro Oxente com a peça “O dia em que a morte bateu as botas”, e show humorístico de Nairon Barreto, mais conhecido como “Zé Lezin”.
 
O servidor José Ventura apresentou dois poemas sob o tema ‘Cacto no Chão e Jackson do Pandeiro’. O jornalista Fernando Patriota trouxe para plateia as ‘Coisas do Sertão e Dia de Eleição’, e a professora Fátima Pessoa declamou textos de Vinícius de Moraes – Ausência e Soneto de Fidelidade. Finalizando o momento literário, o poeta mirim Mateus Lustosa Guedes, do município de Patos, apresentou causos do Matuto, de Jessier Quirino e Amazam.
 
Na sequência, o artista Milton Marques abordou o tema “Da Literatura Erudita à Popular”. O encerramento da noite ficou por conta da cantoria com os repentistas Antônio Costa e Daudete Bandeira, que fez considerações sobre a iniciativa da Justiça estadual na promoção da homenagem a um dos maiores compositores e intérprete da música popular brasileira. “Considero muito valiosa essa Semana Cultural, em que o Tribunal de Justiça presta homenagem a Jackson do Pandeiro, porque o TJPB é um segmento de grande valor para o Estado da Paraíba e traz uma contribuição importante quando incentiva e eleva o potencial de nossa cultura”, afirmou.
 
O presidente da Comissão Organizadora da Semana Cultural, Onaldo Rocha de Queiroga reiterou a iniciativa do TJPB em resgatar a arte popular e promover os talentos do TJPB, ao mesmo tempo trazendo convidados de projeção nacional. NO mesmo sentido, o diretor do Fórum Cível, juiz Fábio Leandro de Alencar, ressaltou a oportunidade para interagir com a sociedade pela cultura, descobrindo talentos e divulgando o trabalho de artistas que muitas vezes estão no anonimato. 

TJPB/GeCom/mvl

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611