Conteúdo Principal
Publicado em: 13/06/2013 - 22h25 Atualizado em: 09/12/2014 - 12h17

Mesa Diretora do Poder Judiciário inaugura nova sala do Tribunal Pleno do TJPB

A nova Sala de Sessões do Tribunal Pleno do Poder Judiciário da Paraíba foi inaugurado na tarde desta quinta-feira (13), pela presidente do TJ, desembargadora Fátima Bezerra Cavalcanti. Denominada “Desembargador Manoel da Fonseca Xavier de Andrade”, a nova sede plenária passa a funcionar no antigo auditório Wilson Pessoa da Cunha, no prédio Anexo Administrativo do Tribunal.

O descerramento da placa foi feito pela atual mesa diretora do TJPB, composta pelos desembargadores Fátima Bezerra Cavalcanti (presidente), Romero Marcelo da Fonseca Oliveira (vice) e Márcio Murilo da Cunha Ramos (corregedor-geral de Justiça). A solenidade também contou com uma benção, realizada pelo padre José Carlos da Silva, da Paróquia de Miramar.

O projeto e as obras foram iniciados durante a gestão passada, que tinha à frente o desembargador Abraham Lincoln da Cunha Ramos. “O nosso Tribunal tem mais de 120 anos e há mais de 50, funciona no mesmo lugar. Neste espaço de tempo a formação dos membros cresceu e precisávamos de um local mais confortável para comportar os magistrados e público. Além disso, vai ser palco também de eventos administrativos, sessões solenes, lançamentos de livros, entre outros”, enfatizou o desembargador.

Durante a inauguração, a presidente Fátima Bezerra afirmou que a sala possui características diferentes da anterior, por ser mais ampla, com recursos de Internet e câmeras para transmissão ao vivo das sessões. “É moderno, funcional, além de que ampliamos os espaços para abrigarmos o maior número de partes e oferecermos boas instalações aos advogados”, ressaltou.

O novo pleno possui 27 assentos para desembargadores e uma área com capacidade para 186 pessoas. Em relação a probabilidade de novos membros para a Corte, a presidente explicou que toda gestão precisa pensar na possibilidade de crescimento. “Hoje somos 19, mas sabemos que o número de processo cresce muito, por isso fizemos um maior número de assentos. Ainda não temos perspectivas porque tudo depende da questão orçamentária, mas teremos tempo para preenchê-las”, disse.

A antiga sala do Tribunal Pleno fará parte do memorial histórico do TJPB e se tornará parte do museu.

Gecom – Gabriela Parente

 

 

 

Compartilhar: Whatsapp
DICOM
Diretoria de Comunicação Institucional
  • imprensatjpb@gmail.com
  • (83) 3216-1611