Conteúdo Principal
Publicado em: 25/03/2021 - 16h33 Atualizado em: 26/03/2021 - 07h33 Tags: Cejusc da Comarca de Conde 

Vice-presidente do TJPB prestigia inauguração do Cejusc da Comarca de Conde 

A vice-presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, Desembargadora Maria da Graças Morais Guedes, participou da solenidade virtual de inauguração do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc), do Poder Judiciário estadual, na Comarca de Conde, Região Metropolitana de João Pessoa. A instalação do Centro aconteceu no final da manhã desta quinta-feira (25) e, na oportunidade, a magistrada representou o Presidente do TJPB, Desembargador Saulo Henriques de Sá e Benevides.

Desembargadora Maria da Graças Morais Guedes

Para a vice-presidente do TJPB, foi uma grande honra e satisfação participar da instalação do Cejusc do Conde e poder representar o presidente do Tribunal. “Posso garantir que a Presidência é uma parceira e incentivadora da conciliação. A Mesa Diretora do nosso Tribunal prima por essas iniciativas, que têm um único propósito: tornar os processos mais céleres, por meio de ações práticas, rápidas e efetivas”, pontou a desembargadora Maria da Graças.

Os Cejuscs já estão presentes em dezenas de municípios paraibanos de todas as regiões do Estado e fazem parte do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do Tribunal, que tem como diretora a desembargadora Maria de Fátima Bezerra Cavalcanti. A magistrada justificou sua ausência na inauguração, mas enviou uma mensagem aos participantes do encontro virtual pelo aplicativo Zoom. O texto foi lido pela diretora adjunta do Nupemec, juíza Ana Amélia Andrade.

Diz o texto: “Registro o meu orgulho com respeito aos juízes e auxiliares do judiciário e colaboradores outros, do Estado da Paraíba, que dedicam seu tempo para trazer à sociedade uma nova feição da Justiça: a cultura da paz. Conciliando os conflitos, estaremos contribuindo para a instalação de uma Justiça mais célere e satisfatória. Muito obrigada a todos”. Fátima Bezerra lembrou, ainda, que as instalações dos Centros fazem parte de uma metodologia  de ampliação da política de conciliação e de métodos autocompositivos,

Juiz Antônio Carneiro

Conforme outro diretor adjunto do Nupemec, juiz Antônio Carneiro, o selo da conciliação e da cidadania alcançou o Conde. “Tenho a absoluta certeza que, aqui, será desenvolvido um trabalho de excelência, no que diz respeito aos serviços judiciais voltados à autocomposição e rito da conciliação. Quem ganhará com isso é a sociedade, que precisa entender a mudança na prestação jurisdicional”, avaliou. Também compõem a equipe de diretores adjuntos o juiz Pedro Davi Alves

Depois de agradecer as presenças de todos os magistrados, magistradas, servidores da Comarca e representantes do Ministério Público e da Procuradoria Municipal presentes na solenidade virtual de inauguração do Cejusc, o diretor em exercício do Fórum e substituto da Vara Única de Conde, juiz André Ricardo de Carvalho de Costa, destacou o trabalho da equipe de juízes do Nupemec-TJPB e da juíza titular, Lessandra Nara Torres Silva.

Juiz André Ricardo

“Para nossa Comarca, o Centro é de suma importância, principalmente, para os jurisdicionados mais carentes e que não podem pagar advogados. Não poderia deixar de falar sobre a dedicação dos juízes para que esse dia chegasse, como também o excelente trabalho desenvolvido por minha colega, Lessandra Nara”, enfatizou André Ricardo.

Mesmo de licença maternidade, a magistrada Lessandra Torres esteve no encontro virtual. “A partir de agora, o Conde passa a contar com um mecanismo que agilizará muitas ações. O Cejusc tem a capacidade de fazer com que as partes saiam satisfeitas, por um acordo feito por elas mesmas”, comentou.

Por Fernando Patriota/Gecom-TJPB