Conteúdo Principal
Publicado em: 26/03/2021 - 18h26 Atualizado em: 26/03/2021 - 19h40 Comarca: Santa Rita Tags: Fórum de Santa Rita, Treinamento, Acesso Seguro

Agentes de Segurança do Fórum de Santa Rita recebem treinamento sobre o “Acesso Seguro”

Dando continuidade às ações de expansão do Projeto Acesso Seguro, do Tribunal de Justiça da Paraíba, a equipe da coordenação realizou, nessa quinta-feira (25), treinamento, e procedimentos de abordagem com agentes de Segurança que atuam no Fórum da Comarca de Santa Rita. O Acesso Seguro faz parte do planejamento estratégico do TJPB e tem por referência a Resolução nº 291/2019 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que instituiu o Sistema Nacional de Segurança do Poder Judiciário e a Resolução nº 11/2017 do TJPB, a qual estabelece normas de segurança para ingresso e permanência de pessoas nas dependências dos prédios da Justiça estadual.

Para o juiz auxiliar da Presidência do TJPB e coordenador adjunto da Comissão de Segurança, Rodrigo Marques, o treinamento dos agentes de Segurança representa a perene atenção da gestão do Desembargador Saulo Benevides com a segurança institucional, dando continuidade a projetos relevantes, assim reconhecidos pelo CNJ. Segundo o magistrado, um juiz seguro constitui pressuposto para um judiciário independente e altivo, fortalecendo grandemente a instituição. 

“A expansão do projeto Acesso Seguro é a garantia da prestação jurisdicional segura e imparcial, afastando do juiz o temor da coação ou ameaças. De outra parte, assegura a todos os que frequentam e labutam nos ambientes forenses a paz de espírito essencial ao bom andamento dos trabalhos da Justiça”, enfatizou Rodrigo Marques.

A gestora do projeto, juíza Micheline Jatobá, destacou os temas tratados durante o treinamento. “Apresentamos o Projeto aos agentes de segurança do Fórum de Santa Rita, demonstrando as funcionalidades do mobiliário, a técnica para desmuniciamento de armas e o uso dos protocolos de segurança. Também houve treinamento a cargo do Coronel Josélio, com especial enfoque nas principais normas de segurança”, observou a magistrada. 

Por meio do sistema do Acesso Seguro é realizado o controle de pessoas às unidades da Justiça estadual, seguindo procedimentos de identificação, inspeção de segurança, submissão ao aparelho detector de metais e utilização de crachá de identificação.

Por Lila Santos/Gecom-TJPB

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611