Conteúdo Principal
Publicado em: 08/11/2021 - 17h42 Comarca: Água Branca

Correição na Comarca de Água Branca: abertura dos trabalhos ocorreu nesta segunda-feira

Foto de correição em Água Branca
Correição em Água Branca

Na manhã desta segunda-feira (8), a Corregedoria Geral de Justiça da Paraíba deu início a mais uma correição, desta vez, na Comarca de Água Branca. A abertura dos trabalhos, que seguem até sexta-feira (12), ocorreu no Fórum Conselheiro Luiz Nunes Alves, com a presença do corregedor-geral de Justiça, Desembargador Frederico Coutinho, dos juízes corregedores, Fábio Araújo, Ely Jorge Trindade e Aparecida Gadelha, do juiz titular Mathews Francisco Rodrigues de Souza do Amaral, além de servidores, autoridades locais e população.

Para o corregedor-geral de Justiça, desembargador Fred Coutinho, o objetivo de cada correição é, sobretudo, aprimorar os serviços. “Essa é a quinta correição realizada. Estamos aqui sempre abertos ao diálogo, na busca de promover melhorias para que o Poder Judiciário preste, cada vez mais, um melhor serviço aos cidadãos”, declarou.

O procedimento envolve fiscalização e orientação, tanto na seara judicial quanto extrajudicial, com análise de documentos, acervos processuais, estrutura física e outros aspectos. Quando encerrada a correição, um relatório é encaminhado pelo corregedor ao Conselho da Magistratura do TJPB.

De acordo com a juíza corregedora Aparecida Gadelha, o método de trabalho usado tem surtido bons resultados e recebido avaliações positivas. “Os juízes e servidores têm dado excelente retorno, inclusive por meio de contato direto e aberto com a CGJ, no sentido de tirar dúvidas e de nos manter a par sobre a adoção das providências orientadas e sobre o cumprimento dos provimentos exarados”, informou.

Ainda conforme a magistrada, a perspectiva de trabalho é, antes de tudo, orientar. “Pretendemos encerrar a semana conhecendo mais detalhadamente a realidade da comarca e sugerindo os ajustes necessários ao seu melhor funcionamento”, afirmou.

A correição também contempla os cartórios extrajudiciais locais. Segundo o juiz corregedor Ely Jorge Trindade, passarão pelo procedimento o Ofício de Registro Civil das Pessoas Naturais e de Interdições e Tutelas do Município de Água Branca; o Tabelionato de Notas e de Protesto de Títulos e Ofício de Registro de Imóveis, de Títulos e Documentos e Civil das Pessoas Jurídicas da Comarca de Água Branca, além dos Ofícios de Registro Civil das Pessoas Naturais dos Municípios de Imaculada, Juru e do Distrito de Palmeira.

Por Gabriela Parente

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611