Conteúdo Principal
Publicado em: 27/08/2020 - 18h03 Comarca: João Pessoa Tags: GEVID

Dia do Psicólogo é lembrado no Tribunal de Justiça

Nesta quinta-feira (27) é comemorado o Dia do Psicólogo, data que registra os 58 anos de regularização da profissão no Brasil. A Gerência de Qualidade de Vida (Gevid), da Diretoria de Gestão de Pessoas, e o Setor de Psicologia, homenageiam todos os profissionais e estudantes de Psicologia. Em especial os colegas que atuam no Poder Judiciário da Paraíba e, também, todos aqueles que estão no combate à pandemia da Covid-19.

O psicólogo tem a função de estudar os fenômenos da mente e do comportamento do homem com o objetivo de orientar os indivíduos a enfrentar suas dificuldades emocionais e ajudá-lo a encontrar o equilíbrio entre a razão e a emoção. Em 2020, com o isolamento social em virtude da pandemia pelo Coronavírus, a procura pelo profissional aumentou substancialmente, inclusive pelo atendimento psicológico on-line.

Para a analista judiciária psicóloga Andréa Lopes Almeida Diniz, a procura é um aspecto muito positivo, tendo em vista todo o percurso que geralmente ocorre até que essa demanda possa chegar ao nosso Setor. “E, nesse período do contexto de pandemia, o Setor tem realizado além dos atendimentos psicológicos, as consultas, orientações e, também, apoio às perícias da Junta Médica”, disse.

Sem dúvida, 2020 tem exigido bastante de todos. “Acredito que a Psicologia e os psicólogos têm uma missão importante frente a essa nova realidade, afinal mudanças e adaptações inevitavelmente serão necessárias e essas demandas, muitas vezes, requerem auxílio profissional. Lamentavelmente, sequelas surgiram ou surgirão. Algumas irreversíveis, outras ainda passíveis de reparação que naturalmente exigirá cautela, paciência e resiliência” afirmou Andréa Diniz.

Em tempos delicados tão marcados pela dificuldade de se estabelecer ou manter relações saudáveis, ouvir e escutar são aspectos essenciais, uma vez que o momento é de ausência de empatia, intolerância e fuga de realidade. “O desafio é nos tornarmos mais conscientes e responsáveis pelos nossos atos, nos colocando no lugar do outro e refletindo um pouco antes de falar, expor ou escrever”, ponderou Valdirene Pereira Alves Teodósio, analista judiciária psicóloga integrante da Gevid.

Qualquer pessoa pode procurar a ajuda desses profissionais a partir do momento em que percebe que algo ou alguma coisa começa a prejudicar a sua vida. Quando a pessoa começar a experimentar as emoções de forma exagerada, sem controle, trazendo um sofrimento psíquico para ela; quando suas relações interpessoais estão fragilizadas; quando desejar desenvolver seu autoconhecimento e autocuidado, etc; ou quando for acometido por algum transtorno mental e necessite de um acompanhamento psicológico.

No TJPB as consultas, os atendimentos e acompanhamentos psicológicos estão sendo realizadas de forma on-line. “O objetivo é proporcionar um espaço de Acolhimento Psicológico que visa a preservação da saúde mental, o bem-estar emocional e a qualidade de vida no trabalho”, explicou a psicóloga Andréa Diniz.

Diante da necessidade, o TJPB, através da Digep e também da Gevid, disponibilizou telefones institucionais para atender às demandas oriundas dos magistrados, servidores e colaborares. Através do contato telefônico ou por e-mail, geralmente por chamadas de vídeos, essas demandas são atendidas e conforme disponibilidade de turnos, horários e agenda dos profissionais.  

Atualmente, o Setor de Psicologia da Gevid é composto por três analistas judiciários psicólogo, Andréa Diniz, Fábio Machado Costa e Valdirene Teodósio, sendo essa última a que desempenha suas atividades na Justiça Itinerante. Os demais atuam no próprio Setor, nos turnos manhã e tarde, conforme o horário de expediente da Gevid. 

Os interessados podem buscar o serviço pelos contatos de Andréa Diniz (99144 1145 - andrea.diniz@tjpb.jus.br) e Valdirene Teodósio (98190 8196 - valdirene.teodosio@tjpb.jus.br).

“Que a esperança e a coragem sejam nossas companheiras inseparáveis. Que possamos não apenas acreditar em nosso potencial, mas identificar, reconhecer e utilizar nossos recursos, visando comportamentos, sentimentos e pensamentos positivos, sobretudo, buscando coerência entre o que sentimos, pensamos, falamos e/ou agimos”, analisou Valdirene Teodósio.

Por Gabriella Guedes/Gecom-TJPB

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611