Conteúdo Principal
Publicado em: 10/08/2021 - 16h01 Atualizado em: 10/08/2021 - 19h17 Tags: Juizados Especiais, Varas Cíveis, Atos virtuais

Juizados Especiais e Varas Cíveis de JP realizam mais de 120 mil atos virtuais no primeiro semestre de 2021

Com a adoção do regime de trabalho remoto as unidades do Poder Judiciário paraibano têm alcançado expressivos números de produtividade. A exemplo dos oito Juizados Especiais Cíveis e as 17 Varas Cíveis vinculadas ao Fórum Cível da Comarca de João Pessoa. Juntas, apenas no primeiro semestre de 2021, as referidas unidades produziram 123.521 atos por meio virtual, dos quais, 62.217 foram despachos proferidos, 37.621 decisões emitidas e 23.683 sentenças prolatadas. Nesse mesmo período, foram finalizados mais processos do que recebidos, sendo 14.807 distribuídos e 23.656 arquivados.

Com o incentivo e apoio logístico às ações administrativas desenvolvidas pela diretoria do Fórum Cível da Capital, para o bom funcionamento do trabalho à distância e o aprimoramento da prestação jurisdicional, a Presidência do Tribunal de Justiça da Paraíba, por meio do Desembargador Saulo Benevides, tem ofertado importante suporte para as unidades chegarem a esse patamar de elevada produção.

Segundo a Gerência de Estatística do TJPB, no período de janeiro a julho deste ano, o total da produção dos oito Juizados Especiais Cíveis foi de 38.275 atos registrados no trabalho a distância. Foram 20.042 despachos, 10.935 sentenças e 7.298 decisões. Feitos arquivados (12.122) e distribuídos (8.422) somam 20.544, demonstrando, igualmente, a prática comum das respectivas unidades, no sentido de concluir mais processos do que o número de ações distribuídas.

Da mesma forma, as 17 Varas Cíveis apresentaram, dentro de seis meses, produtividade significativa. Foram proferidos 42.175 despachos, exaradas 30.323 decisões e prolatadas 12.748 sentenças, totalizando 85.246 atos executados por meio remoto. Para além disso, 11.534 feitos foram baixados, número superior ao de ações distribuídas (6.385).

Juiz Herbert Lisboa

O diretor do Fórum Cível, juiz José Herbert Luna Lisboa elogiou o empenho dos magistrados e servidores, que possibilitou às unidades cíveis obterem essa relevante produtividade, bem como, agradeceu à Mesa Diretora do Tribunal de Justiça da Paraíba, por meio do Presidente, Desembargador Saulo Benevides, o apoio institucional para se chegar a este resultado.

“O apoio do Presidente Saulo Benevides tem sido perene. Reconhecemos sua sensibilidade em dar importante suporte administrativo, de forma a impulsionar a prestação jurisdicional no Fórum Cível de João Pessoa”, pontuou Herbert Lisboa.

O diretor-adjunto do Cartório Unificado dos Juizados Especiais do Fórum Cível, juiz Adhemar de Paula Leite Ferreira Néto ressaltou que Herbert Lisboa tem agido sempre de forma proativa. “Ele tem estimulado a participação de todos, juízes e funcionários, na tomada de decisões de caráter administrativo”, observou.

Em relação à produtividade obtida pelos Juizados Especiais Cíveis, Adhemar Leite destacou a otimização dos trabalhos, iniciada na gestão passada, e aperfeiçoada na administração do Desembargador Saulo Benevides. 

Por Lila Santos

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611