Conteúdo Principal
Publicado em: 13/03/2009 - 12h00 Tags: Geral, Legado

Membros dos Projudi trocam experiências durante encontro no TJPB

Coordenadoria de Comunicação Social

“Avaliar melhorias e avanços no processo eletrônico”. Este foi o objetivo do encontro dos membros do Comitê do Processo Judicial Digital (Projudi), realizado nesta sexta-feira (13), na Secretaria de Tecnologia e Informação (STI), no 3ª andar do Anexo Administrativo, do Tribunal de Justiça da Paraíba.

O evento contou com a participação de magistrados e técnicos da STI dos estados da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, além de técnicos do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O Projudi é um sistema de tramitação eletrônica de processo desenvolvido pelo Conselho da Magistratura.

O processo judicial digital, também chamado de justiça virtual ou de processo eletrônico, pode ser definido como um sistema de informática que reproduz todo o procedimento judicial em meio eletrônico, substituindo o registro dos atos processuais realizados no papel por armazenamento e manipulação dos autos em meio digital.

Segundo o coordenador dos Juizados Especiais do Poder Judiciário paraibano e membro do Comitê do Projudi na Paraíba, juiz Wolfran da Cunha Ramos, os integrantes dos três estados puderam trocar, durante toda a manhã, experiências para a implantação de uma vers&at objetivo principal  é acabar com a morosidade no Poder Judiciário”, disse o magistrado.

Ele ressaltou ainda, que 18 Juizados Especiais do Estado já utilizam o programa e-Jus e, nos próximos cincos anos, todas as varas da justiça comum estadual deverão implantar o sistema da justiça virtual. “É um processo irreversível a virtualização de todas as unidades judiciárias”, afirmou o Wolfran Ramos.

No Projudi, representam o Poder Judiciário estadual, também, a secretaria da STI, Lourdes Maria Coutinho e o coordenador da STI, Marconi Cavalcanti.

Por Marcus Vinícius Leite

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611