Conteúdo Principal
Publicado em: 30/01/2019 - 19h59 Atualizado em: 31/01/2019 - 12h35 Tags: Sessão do Pleno

Presidente Joás de Brito conduz última sessão do Pleno da gestão e colegas o parabenizam pelo biênio

Presidente Joás de Brito conduz última sessão do Pleno da gestão e colegas o parabenizam pelo biênio / Fotos: Ednaldo Araújo

Ao final da última sessão plenária conduzida pelo desembargador Joás de Brito Pereira Filho como presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, realizada na tarde desta quarta-feira (30), os membros da Corte parabenizaram o gestor do Judiciário estadual pelo trabalho realizado durante o biênio 2017/2018 e ressaltaram feitos e ações que julgaram relevantes realizados pela atual Mesa Diretora, formada, também, pelos desembargadores João Benedito da Silva (vice-presidente) e José Aurélio da Cruz (corregedor-geral de justiça).

Os cumprimentos foram iniciados nas palavras do desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque, ressaltando a firmeza e a garra da Mesa Diretora na condução do TJPB, durante o que chamou de intempéries no meio do percurso. Destacou dois atos da gestão, que adjetivou de grandiosos: “A ordem de serviço assinada junto ao Governo do Estado para restauração do nosso Palácio, com grandes projetos para o local e o Programa de legalização fundiária (Moradia Legal) implementado pela Corregedoria, legalizando o solo urbano para que aqueles que habitam imóveis sem escritura são ações que estão de parabéns”. 

O desembargador Leandro dos Santos também se manifestou quanto ao encerramento da gestão. “Em todo este período, apesar das divergências e dos problemas enfrentados por Vossa Excelência, houve sempre a dedicação para que tudo fosse resolvido em prol do Judiciário. O TJ funcionou, cumpriu seu papel jurisdicional, produziu e isso foi positivo”, salientou.

O desembargador Romero Marcelo da Fonseca Oliveira, por sua vez, apontou como ponto alto do trabalho realizado o resgate da autonomia do Judiciário estadual. “Vossa Excelência atravessou o seu mandato com galhardia e altivez, sem se curvar a nada, sem arredar o pé daquilo que entendia como prerrogativas do nosso Poder, o que reputo como sendo da maior importância. Estendo este voto aos demais membros da Mesa, desembargadores João Benedito e José Aurélio”, afirmou.

As ações da Escola Superior da Magistratura (Esma), conduzida pelo

desembargador Marcos Cavalcanti, na atual gestão, também foram enaltecidas pelo desembargador Oswaldo Trigueiro do Valle Filho, quando pontuou os principais aspectos do biênio.  “Os residentes da Esma, contribuindo com o trabalho dos nossos gabinetes; a vigilância da Vice-Presidência sobre as Metas do Conselho Nacional de Justiça (CNJ); a chegada do corregedor à Presidência do Colégio de Corregedores do País; e todo o investimento da Presidência na virtualização, com um excelente trabalho realizado no Fórum de Mangabeira, evidenciam que cada um contribuiu ao seu modo e todos saem mais fortes”, declarou. 

Ao agradecer as palavras que lhes foram dirigidas, o presidente do TJPB, desembargador Joás de Brito, falou da alegria em ter presidido o Judiciário estadual e ter chegado, hoje, à última sessão plenária. “Enfrentei muitas lutas e nunca me curvei. Sinto-me vitorioso nesta missão que recebi e abracei. Respeitei a todos, indubitavelmente. Investi em transparência, tecnologia e na autonomia do Judiciário frente aos demais Poderes. Abrimos caminho para que as próximas gestões possam continuar um trabalho harmônico”, disse.

Na ocasião, o presidente disse que os feitos de sua gestão constam em relatório elaborado pela Diretoria de Comunicação Institucional, e que será encaminhado a cada gabinete e setor. “Agradeço pelo apoio da diretora de comunicação do TJPB, Cristiane Rodrigues, pelo excelente trabalho e pelo incentivo à elaboração do relatório, compilando tudo que pudemos realizar ao longo destes dois anos”, afirmou.

Aproveitou, também, para agradecer a todos que colaboraram, direta ou indiretamente, com a Administração. “Tudo o que pudemos fazer, foi feito com amor e dedicação e hoje me sinto leve e gratificado pela missão cumprida, e sensibilizado pelas palavras dos que me antecederam. Só tenho a agradecer aos que conduziram comigo esta missão: o desembargador João Benedito, por ser amigo, parceiro, sempre presente; o desembargador José Aurélio da Cruz, pelo desenvolvimento de projetos que me tocaram profundamente, como o Moradia Legal; o desembargador Marcos, pela condução brilhante da Esma; a desembargadora Fátima, pela atuação na Ouvidoria; e todos os servidores.”.

O presidente eleito, desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos, se juntou às palavras do presidente Joás de Brito em relação aos trabalhos realizados pela Mesa diretora e agradeceu pela transição pacífica com a qual a mudança de gestão está sendo viabilizada. “Estamos juntos para somar em prol de um Judiciário mais produtivo e unido”, finalizou. 

Por Gabriela Parente

 

 

 

 

Compartilhar:
DICOM
Diretoria de Comunicação Institucional
  • imprensatjpb@gmail.com
  • (83) 3216-1611