Conteúdo Principal
Publicado em: 20/12/2018 - 12h14 Atualizado em: 07/01/2019 - 11h06 Tags: Reeducandos

Show de banda formada por reeducandos do Presídio Geraldo Beltrão encerra atividades no Fórum Criminal 

Show de banda formada por reeducandos do Presídio Geraldo Beltrão encerra atividades no Fórum Criminal  / Fotos: Ednaldo Araújo

O encerramento das atividades no Fórum Criminal da Comarca de João Pessoa, referente ao ano de 2018, ocorreu, na tarde dessa quarta-feira (19), com show da Banda RPG – Resgatados Pela Graça, formada por nove reeducandos do Presídio Geraldo Beltrão, desta Capital. A apresentação foi prestigiada pelo diretor do Fórum, juiz Adilson Fabrício, magistrados e servidores da unidade judiciária.

O espetáculo contou, também, com grande público, formado por promotores de Justiça, advogados, e demais pessoas que, na hora do evento, transitavam pelo local. Os músicos estrearam no palco com um repertório eclético, indo do Gospel à Música Popular Brasileira, agradando a todos os gostos. 

Show de banda formada por reeducandos do Presídio Geraldo Beltrão encerra atividades no Fórum Criminal  / Fotos: Ednaldo Araújo

Foi a primeira apresentação da Banda RPG, formada dentro do Projeto de Educação Musical nas Unidades Prisionais. A iniciativa é resultado de parceria entre a Vara das Execuções Penais, que tem à frente os juízes Carlos Neves e Andréa Arcoverde; o Juizado Especial Criminal, com o juiz Hermance Gomes Pereira; e o Conselho da Comunidade de João Pessoa. 

“Este projeto é pioneiro na Paraíba. Visa formar musicistas, cantores e operadores de som dentro da população carcerária, com os objetivos de resgatar a autoestima, ensinar uma profissão, praticar a disciplina necessária ao domínio de um instrumento musical”, informou o juiz Hermance Pereira. 

De acordo com o magistrado, as aulas de música e execução instrumental são ministradas, semanalmente, pelo professor Alberto Tavares, nos presídios Geraldo Beltrão e Júlia Maranhão (feminino). O projeto conta, ainda, com o apoio da Direção das respectivas casas de detenção, que se responsabilizam pela estrutura da sala de aula, transporte e escolta dos reeducandos. 


Dicom com informações do juiz Hermance Gomes

 

 

 

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611