Conteúdo Principal
Publicado em: 03/11/2022 - 21h18 Atualizado em: 04/11/2022 - 10h42 Tags: Tecnologia, Produtividade

TJPB cria ferramenta de acompanhamento da produtividade para auxiliar prestação jurisdicional

Reunião virtual para apresentação da nova tecnologia
Reunião virtual para apresentação da nova tecnologia

A equipe da Diretoria de Tecnologia da Informação apresentou, na manhã desta quinta-feira (03), durante uma videoconferência, o Painel de Acompanhamento da Produtividade da Contadoria Judicial, através do BI - Business Intelligence. A ferramenta foi instituída na gestão do Presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, Desembargador Saulo Henriques de Sá e Benevides, a pedido da Diretoria do Fórum Cível da Comarca da Capital.

O juiz diretor do Fórum Cível, José Herbert de Luna Lisboa, explicou que, por meio de solicitação oriunda da Diretoria do Fórum Cível, foi formulado o Processo Administrativo n. 2021.048338, sendo apoiado e instalado pela Presidência.  O magistrado informou, ainda, que o mecanismo tem o objetivo de acelerar a resolução dos feitos que aguardam cálculos judiciais.

“A elaboração do projeto contou com a participação direta dos servidores envolvidos, haja vista que o sistema auxiliará na melhoria da prestação dos serviços pelo setor, oferecendo condições para que os próprios funcionários compreendam a dinâmica dos trabalhos desenvolvidos e priorizem as urgências, avaliando o tempo desprendido para a realização dos cálculos exigidos pelos magistrados”, comentou José Herbert Luna.

O diretor do Fórum Cível salientou, do mesmo modo, que a providência adotada faz parte do projeto de aperfeiçoamento da prestação jurisdicional recomendado pelo Desembargador Saulo Henriques de Sá e Benevides. Segundo pontuou, a permanência do processo na contadoria tem ocasionado elevação na taxa de congestionamento, impactando diretamente na produtividade da unidade judiciária.

O Corregedor-Geral de Justiça, Desembargador Fred Coutinho, disse ter sido uma satisfação participar do evento de lançamento de mais uma ferramenta, que vem a auxiliar a todos, bem como, facilitar o conhecimento e os trabalhos desenvolvidos. “Fica aqui o registro de nossa parte e o agradecimento a todos que se envolveram na construção desta ferramenta de melhor servir ao Judiciário paraibano”, exaltou.

O diretor de Tecnologia da Informação, Ney Robson lembrou que o projeto de BI da Contadoria, inicialmente, teve como foco a produtividade, mas tanto o juiz auxiliar da Presidência, Euler Jansen, como o juiz Herbert Lisboa, verificaram a necessidade de fazer gestão nesta área, ter a visualidade da situação, para poder entender onde estão os gargalos, os problemas a serem solucionados e dar vazão à demanda.

“A partir de então, foi idealizado esse painel de BI, com as regras sendo construídas em conjunto com o pessoal da Contadoria de João Pessoa, que serviu de base e que está valendo para todas as demais contadorias existentes no estado. A próxima fase será a homologação, para que o pessoal da Contadoria valide as informações, a realidade cartorária”, frisou Ney Robson, enfatizando ter sido muito proveitoso o evento.

O diretor da Ditec acrescentou, ainda, que, em um segundo momento, serão inseridas as informações do SEEU (Sistema Eletrônico de Execução Unificado) e será feito um fluxo do PJe do Segundo Grau para possibilitar o encaminhamento do processo via sistema eletrônico para a Contadoria, possibilitar a captação da produtividade e, ainda, a evolução normal dos painéis, ao longo do tempo, quando verificada a necessidade.

“Estamos esperançosos que até o final da gestão já tenhamos essa ferramenta em produção definitiva e com algumas evoluções”, ressalvou Ney Robson.

Para o servidor da Contadoria Judicial, Fernando José dos Santos Silva, é muito bem-vinda a disponibilização da ferramenta para o acompanhamento da produtividade dos servidores, pois possibilitará um melhor gerenciamento das atividades desempenhadas. 

“Espero que outras iniciativas como esta sejam implementadas, tendo em vista que a Contadoria ainda é muito carente deste tipo de ferramenta, e quanto mais informações gerenciais forem disponibilizadas, melhor será a capacidade de avaliação das reais necessidades do setor, visando o melhor desempenho na realização de nossas atividades”, realçou.

Por Lila Santos

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611