Conteúdo Principal
Publicado em: 14/10/2020 - 09h58 Atualizado em: 14/10/2020 - 16h24 Tags: Produtividade, Processos julgados, 2º Grau

TJPB registra aumento de 78% no número de processos julgados nos últimos dois anos

Os dados são referentes ao período de janeiro a setembro de cada ano

O Tribunal Pleno, as Seções Especializadas Cíveis, o Conselho da Magistratura, além das Câmaras Cíveis e Criminal, órgãos fracionários do Poder Judiciário estadual, julgaram 78,05% processos a mais, de janeiro a setembro deste ano, em comparação com o mesmo período de 2018. Os indicadores de produtividade foram divulgados pela Gerência de Estatísticas do TJPB no dia 7 de outubro.

Conforme os números, no âmbito do 2º Grau, foram apreciados 17.377 feitos, em 2018; 23.281 processos, em 2019; e 30.940 recursos, neste ano. Um dos pontos importantes para o aumento da produtividade é que grande parte das ações já tramita no Sistema do Processo Judicial Eletrônico (PJe), o que permite maior rapidez nos julgamentos dos feitos.

Presidente Márcio Murilo

O presidente do TJPB, desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos, considerou  surpreendente a elevação da produtividade no âmbito do 2º Grau durante o período de dois anos. “São dados expressivos. Parabenizo os desembargadores e juízes convocados, os servidores da Diretoria Judiciária e os assessores de Gabinete pelo empenho no desenvolvimento de suas atribuições”, ressaltou, acrescentando que não esperava um incremento tão grande de produtividade do Tribunal. 

“Esses números são frutos, obviamente, de investimento em informática. Mas, é, sobretudo, do esforço gigantesco que todos estão fazendo para que o jurisdicionado mereça um processo mais célere, inclusive, em grau de recurso na 2ª Instância”, afirmou o presidente.

Márcio Murilo ressaltou, ainda, que, a partir de agora, a produtividade tende a aumentar, considerando que o Núcleo de Gerenciamento de Precedentes (Nugep) está totalmente renovado para que ocorra os julgamentos em que há controvérsias no TJPB, para apreciação em bloco. Outro ponto destacado pelo presidente, no âmbito do 2º Grau, é a digitalização dos processos criminais, que vai propiciar que os feitos sejam apreciados  com maior rapidez, também, na 2ª Instância.

A diretora Judiciária, Poliana Brilhante, destacou que o quantitativo de processos julgados no 2º Grau demonstra o acréscimo significativo da produtividade do TJPB, na entrega da prestação jurisdicional. “Esta é a finalidade precípua do serviço público ofertado pela Justiça, por meio de servidores e magistrados. Fortalece, também, a ideia e amplitude do trabalho prestado na sua forma remota, visto que empiricamente se observa a eficiência desse modelo laboral”, disse a diretora, ao falar da importância do trabalho em home office neste momento de isolamento social.

Por Marcus Vinícius/Gecom-TJPB

Compartilhar: Whatsapp
DICOM
Diretoria de Comunicação Institucional
  • imprensatjpb@gmail.com
  • (83) 3216-1611