Conteúdo Principal
Publicado em: 02/12/2019 - 13h10 Tags: Coordenadoria da Mulher, TV Justiça

TV Justiça repercute biometria da população carcerária e os 100 dias da Patrulha Maria da Penha na PB

 

O Jornal da Justiça, 2ª edição, da TV Justiça do Supremo Tribunal Federal, veiculou, nessa sexta-feira (29), duas reportagens produzidas pela Gerência de Comunicação do Tribunal de Justiça da Paraíba. A primeira se refere ao debate ocorrido na Escola Superior da Magistratura (Esma) sobre a biometria da população carcerária do Estado e a segunda matéria apresenta os resultados dos 100 primeiros dias da Patrulha Maria da Penha, na Paraíba. 

A reunião Regional de Ações de Biometria e Documentação Civil do Programa Justiça Presente, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), contou com a participação de 40 profissionais dos Estados da Paraíba, Maranhão e Piauí. O objetivo foi discutir a respeito da metodologia que será utilizada, tanto para garantir a realização da biometria como o fornecimento de um pacote de documentação aos que entram e os que saem do sistema prisional no país. O evento foi promovido em parceria com o TJPB.

Para assistir a matéria, clique em biometria.

A Segunda reportagem trata dos resultados dos primeiros 100 dias da Patrulha Maria da Penha na Paraíba. O balanço apontou cerca de 1.250 atendimentos, 94 mulheres vítimas de violência doméstica assistidas integralmente por uma equipe multidisciplinar e sete prisões efetuadas por descumprimento de medidas protetivas. A apresentação ocorreu durante seminário realizado no Fórum Cível da Capital, que contou com a palestra “Medida protetiva - uma ferramenta de proteção aos feminicídios”, ministrada pela juíza do Tribunal de Justiça de São Paulo, Tereza Cristina Cabral Batista.

A juíza Graziela Queiroga, da Coordenadoria da Mulher em situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça da Paraíba, afirmou que é importante apresentar à comunidade os movimentos das instituições que compõem a Patrulha Maria da Penha. “Ao debater a eficácia da medida protetiva, também abordamos a prevenção aos feminicídios. Estamos todos juntos para dialogar e construir uma rede de proteção ainda melhor”, comentou.

Para assistir a matéria, clique em patrulha.

 


Gecom-TJPB

Compartilhar: Whatsapp
DICOM
Diretoria de Comunicação Institucional
  • imprensatjpb@gmail.com
  • (83) 3216-1611