Conteúdo Principal
Publicado em: 30/08/2019 - 13h36 Atualizado em: 30/08/2019 - 13h42 Comarca: Campina Grande Tags: Infância e Juventude, Abraminj

Abraminj repercute debate sobre Justiça Restaurativa em Campina Grande

O Portal de Notícias da Associação Brasileira dos Magistrados da Infância e da Juventude (Abraminj) repercutiu, nesta sexta-feira (30), notícia do Tribunal de Justiça da Paraíba sobre a aplicação da Justiça Restaurativa, como projeto-piloto, na Vara da Infância e da Juventude da Comarca de Campina Grande, ainda este ano. 

Os debates sobre o tema foram feitos em reunião realizada na Escola Superior da Magistratura (Esma) de Campina Grande, nessa terça-feira (27), com representantes do Poder Judiciário estadual, do Ministério Público de Campina Grande e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), além de residentes do curso de preparação à magistratura e assessores de gabinete.

O juiz auxiliar da Vara da Infância e da Juventude de Campina, Hugo Gomes Zaher, revelou que foi criado um Cejusc em parceria com a Universidade Estadual da Paraíba, que terá um enfoque restaurativo. “Casos pontuais selecionados pelos juízes da unidade, em concordância com o Ministério Público, serão encaminhados a esse Centro, para que se submetam, se assim anuírem, à prática restaurativa, num sistema de conferência onde vítima e ofensor ocupam um papel importante que culmina no acordo”, esclareceu.

A notícia na íntegra, produzida pela Assessoria de Comunicação do TJ, pode ser acessada clicando na palavra Restaurativa

Por Gabriela Parente/Ascom-TJPB

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611