Conteúdo Principal
Publicado em: 20/04/2022 - 20h30 Atualizado em: 27/04/2022 - 16h50 Tags: Comissão de Segurança, Acesso Seguro, Servidores, Agentes de Segurança, Comarca de Princesa Isabel

Acesso Seguro: Servidores e Agentes de Segurança da Comarca de Princesa Isabel recebem reciclagem online 

 Acesso Seguro: Servidores e Agentes de Seguranca da Comarca de Princesa Isabel recebem reciclagem online

Atendendo a solicitação da gerência do Fórum “Antônio Nominando Diniz”, da Comarca de Princesa Isabel, no sertão paraibano, a coordenação do Projeto Acesso Seguro ministrou, nessa terça-feira (19), de forma virtual, um treinamento voltado aos servidores. A capacitação foi conduzida pelo coordenador do Projeto, Jardel Rufino Sá, com a participação do Tenente-Coronel Josélio César de Oliveira, militar da Gerência de Segurança Institucional do Tribunal de Justiça da Paraíba. Com esta, somam-se mais de 30 unidades judiciárias que passam pela reciclagem por meio online.

O coordenador Jardel Rufino explicou aos participantes sobre o Projeto, a Funcionalidade do Mobiliário (Recepção, Cabine blindada, Armário e Caixa de Areia); fez a demonstração por slide do ingresso de um visitante nos fóruns; a forma correta para desmuniciamento de armas; teceu informações gerais sobre a Resolução 11/2017 (normas para o acesso de usuário armado) e orientou sobra a condução adequada na detecção de mandado de prisão pelo software de controle de acesso “Visit”, mecanismo de funcionamento do Acesso Seguro.

“Seguimos orientações da Presidência do TJPB, por meio da Comissão de Segurança e Gestão do Projeto, para reforçar a qualidade do trabalho desempenhado pelos agentes e servidores. O aperfeiçoamento contínuo propicia melhoria substancial da segurança no ambiente de trabalho e na prestação do serviço ao jurisdicionado”, destacou Jardel Rufino.

O Tenente-Coronel Josélio César falou sobre os Procedimentos de Abordagem, as Normas de Segurança, a Relação Interpessoal e o Posicionamento e postura do agente de segurança. “É sempre importante realizar reciclagens com os agentes de segurança, pois os mesmos se atualizam para prestar um serviço de qualidade, dando segurança aos magistrados, serventuários e todos aqueles que buscam a prestação jurisdicional nas diversas unidades do Poder Judiciário paraibano”, pontuou.

A diretora do Fórum, juíza Maria Eduarda Borges Araújo salientou que, com o retorno das atividades presenciais, tornou-se importante a efetiva implantação do Acesso Seguro e o treinamento. Segundo observou a magistrada, o movimento de entrada e saída de pessoas no Fórum está retornando gradualmente. “Princesa Isabel, como uma comarca de fronteira, muito próxima de comarcas do sertão de Pernambuco, tem um intenso trânsito de pessoas de diferentes estados. Por isso, é de grande relevância o cadastro das pessoas que acessam o Fórum para termos um maior controle dos que adentram as dependências, tornando o ambiente mais seguro”, enfatizou.

Para a gerente do Fórum, Clenilda Rodrigues de Andrade, a reciclagem foi muito proveitosa e importante, vindo a adicionar conhecimento, como também, destacou a necessidade do funcionamento do Acesso Seguro na Comarca de Princesa Isabel por ser um local de grande fluxo de pessoas. “O projeto em si, bem como, o treinamento, nos deixa seguros, uma vez, que todos que vão adentrar ao Fórum têm que fazer o cadastro de identificação. Até mesmo o jurisdicionado vai se sentir confortável com esta situação, sabendo que existe toda essa segurança dentro do Fórum”, comentou.

O Acesso Seguro integra o planejamento estratégico do TJPB e tem por referência a Resolução nº 291/2019 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que instituiu o Sistema Nacional de Segurança do Poder Judiciário e a Resolução nº 11/2017 do TJPB, a qual estabelece normas de segurança para ingresso e permanência de pessoas nas dependências dos prédios do Poder Judiciário estadual, seguindo procedimentos de identificação, inspeção de segurança, submissão ao aparelho detector de metais e utilização de crachás de identificação para usuários.

A iniciativa é um dos projetos apoiados pela Comissão Permanente de Segurança do TJPB, presidida pelo Desembargador Joás de Brito Pereira Filho, tendo como coordenador-adjunto, o juiz auxiliar da Presidência, Rodrigo Marques, e como gestora a magistrada Michelini Jatobá, juíza auxiliar da vice-Presidência.

Por Lila Santos

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611