Conteúdo Principal
Publicado em: 26/09/2022 - 13h04 Atualizado em: 26/09/2022 - 13h30 Tags: Palácio da Justiça, Obras de restauração

Palácio da Justiça recebe uma das mais significativas obras de restauração do patrimônio histórico e cultural da PB

--
Palácio da Justiça passa por ampla reforma

Uma das mais importantes obras de restauração do patrimônio histórico e cultural da Paraíba está sendo realizada no Palácio da Justiça, edificação secular que pertence ao Poder Judiciário estadual. O conjunto de projetos vai muito além dos trabalhos de pedra e cal e tem uma forte preocupação e cuidado em manter a originalidade da imponência de tudo que compõem o Palácio, desde suas paredes, construídas entre os anos de 1917 e 1919, passando por seus lustres, portas, janelas, salões, museu e a Cripta de Epitácio Pessoa, que fica no subsolo do Palácio do Tribunal de Justiça da Paraíba.

“Nós temos o dever de resgatar esse patrimônio que pertence a todos os paraibanos. Estamos muito felizes com o andamento das obras e a dedicação de todos os envolvidos em cada processo desse grande projeto”, comentou o presidente do TJPB, Desembargador Saulo Henriques de Sá e Benevides.

-
Pintura do teto

Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep), o Palácio da Justiça está localizado bem em frente a Praça João Pessoa, Centro Histórico da Capital, e as intervenções fazem parte de um convênio firmado entre o TJPB e o Governo do Estado, por meio da Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan), órgão responsável pela execução das obras.

-
Portas renovadas

A equipe de Engenharia e Arquitetura do TJPB foi responsável por todo o levantamento arquitetônico do Palácio da Justiça. “Trabalhamos meses medindo e conferindo os detalhes construtivos, para que tudo fosse resguardado. Os pisos com cores e desenhos diferentes em cada ambiente, os forros com encaixes diversos, os detalhes de rodateto. Absolutamente tudo foi levantado, para que a memória fosse preservada”, informou a gerente de Engenharia e Arquitetura, Marieta Tavares.

-
Obra nas janelas

Ela ressaltou que o ambiente da Cripta de Epitácio Pessoa recebe atenção redobrada, em respeito a história desse ilustre paraibano. “Haverá a revitalização dos mármores, nova iluminação, dando ênfase aos pertences da família e a recuperação do forro de madeira”, adiantou Marieta. Por sua vez, o Iphaep fez a catalogação de todos os bens móveis do Palácio da Justiça. Paralelamente à reforma, esses bens estão devidamente guardados e serão restaurados por uma equipe especializada.

-
Pintura da fachada

De acordo a superintendência da Suplan, a engenheira Simone Guimarães, apesar de todas as dificuldades em determinadas frentes, a exemplos de áreas comprometidas por pragas, como cupins, dentre outros ambientes mais deteriorados, está sendo feito um trabalho de excelência. “Fico feliz em gerir essa importante obra do Palácio da Justiça, em parceria com o Governo do Estado. A obra no interior do prédio vai proporcionar melhor infraestrutura, com boas condições de trabalho para os magistrados, os servidores,  principalmente, para a população da nossa cidade que procura o TJPB”, adiantou.

Ela afirmou que no final de novembro ou começo de dezembro o prédio será reaberto ao público. “O trabalho por lá segue avançando e estamos atentos aos mínimos detalhes. Até instalamos uma marcenaria no canteiro de obras, para restaurar todas as esquadrias. A obra já representa um marco histórico, que valoriza o nosso Centro Histórico e chama a atenção de quem passa diariamente na Praça dos Três Poderes”, pontuou. 

Por Fernando Patriota


 

-
-
-
-
--
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
-
GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611