Conteúdo Principal
Publicado em: 14/07/2020 - 16h04 Atualizado em: 14/07/2020 - 17h41 Comarca: Picuí Tags: Comarca de Picuí, Testagem para a Covid-19, Vacina contra a H1N1

Servidores da Comarca de Picuí participam de testagem para a Covid-19 e são imunizados contra a H1N1

Visando garantir a retomada do trabalho presencial de forma segura na Comarca de Picuí, a Diretoria do Fórum, que tem a frente o juiz Anyfrancis Araújo da Silva, está promovendo a testagem dos servidores para a Covid-19, nesta terça-feira (14), e já disponibilizou a vacina contra a H1N1. A iniciativa para a realização dos exames e da imunização ocorreu por meio de parceria com a Secretaria de Saúde do Município. 

O juiz-diretor do fórum explicou que a medida foi tomada pensando na segurança dos servidores com a volta do trabalho presencial. “Com a determinação do retorno das atividades forenses, é crucial que observemos o atendimento às recomendações sanitárias e de prevenção à Covid-19. A testagem dos servidores é o ponto de partida para um atendimento seguro ao jurisdicionado, e para a tranquilidade no exercício da função jurídica”, afirmou o magistrado.

Anyfrancis atentou para o trabalho dos oficiais de Justiça, que ficam mais expostos no cumprimento de mandados, necessitando de cuidados mais efetivos para evitar a contaminação com o vírus. Informou, ainda, que buscou, no banco de talentos da Comarca, uma servidora que pudesse firmar uma parceria na confecção das máscaras de acetato para serem distribuídas gratuitamente à equipe do fórum.

“Além dos servidores que trabalharão internos, nos preocupamos com a situação dos oficiais de Justiça, que circulam nos mais diversos meios para o cumprimento de mandados, sujeitando-se a um risco relativamente maior de contaminação. Em vista disso, além do Equipamento de Proteção Individual (EPI) já fornecido pelo Tribunal de Justiça, elaboramos, em parceria com a servidora Delânea Araújo, uma proteção a mais para os que estarão na linha de frente do Judiciário na Comarca de Picuí”, pontuou o magistrado.

A oficiala de justiça e artesã, Delânea Araújo, ressaltou o dever de proteção não só dos servidores, como, também, do jurisdicionado. “Nós que trabalhamos diretamente com a população, diante desta pandemia, temos que estar bem equipados. Tanto para nossa proteção, como para dos que nos procuram. Vale destacar que nossa obrigação como cidadãos é proteger não só a nós mesmos, mas todos aqueles que adentram no nosso ambiente de trabalho, tornando o uso dos EPIs de crucial importância no atendimento aos que buscam o Judiciário”, suscitou.

A servidora disse, ainda, que a sugestão do magistrado foi acatada de imediato e, considerando que o protetor facial confeccionado é de baixo custo e que os materiais são acessíveis em qualquer Comarca, é válido o compartilhamento da experiência.

De acordo com o Ato da Presidência n° 33/2020, que estabelece o Plano de Implantação de Retorno Gradual e Sistematizado às Atividades Presenciais (PI) no Tribunal de Justiça da Paraíba, a retomada das atividades será realizada em quatro fases, em caráter progressivo, observadas as ações necessárias para prevenção de contágio pelo novo coronavírus (Covid-19).

A primeira fase ocorrerá de 20 de julho a 2 de agosto de 2020 e será destinada à continuidade da digitalização e disponibilização eletrônica dos processos físicos. Além disso, a fase compreenderá a retomada dos serviços jurisdicionais internos, as audiências virtuais, a ambientação cartorária e a organização dos serviços. O acesso às unidades jurisdicionais e administrativas do Poder Judiciário nesta primeira fase será restrito aos magistrados, servidores e colaboradores.

Gecom-TJPB

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611