Conteúdo Principal
Publicado em: 14/06/2019 - 14h43 Atualizado em: 14/06/2019 - 16h02 Comarca: Santa Rita Tags: Digitalização de processos, pje

Unidade com maior acervo de digitalização, 4ª Vara de Santa Rita migra mais de 2 mil processos para o PJe

A 4ª Vara Mista da Comarca de Santa Rita alcançou, nessa quinta-feira (13), a meta estabelecida de digitalização dos processos físicos, virtualizando 85% do acervo existente, o que significa um total de 2.456 feitos migrados para o Processo Judicial eletrônico – PJe. Entre as comarcas elencadas no Ato nº 12/2019, a unidade possuía o maior acervo do Estado a ser digitalizado, com 2.890 processos, e o prazo definido para atingimento da meta de trabalho era o mês de novembro, conforme informou a juíza titular, Israela Pontes.

A 4ª Vara de Santa Rita é responsável por processos de natureza cível, contemplando Executivos Fiscais, Feitos Especiais e Registro Público, tendo, portanto, processos complexos e volumosos, conforme ressaltou a juíza. 

Ela disse, ainda, que a digitalização foi realizada dentro do horário de expediente, mas com uma logística e organização definidas, para não comprometer o rendimento dos trabalhos rotineiros na Vara. “Houve uma adesão consciente de todos. Permanecemos empenhados, sem deixarmos cair a produtividade, pois sabíamos que, com os processos digitalizados, teríamos muito mais tranquilidade na execução dos nossos serviços, inclusive, com a possibilidade do teletrabalho, que, certamente, aumentará a nossa produtividade, pois não haverá perda de tempo nem com o deslocamento”, explicou.

A magistrada também expôs que já são visíveis os impactos causados com os 85% do acervo digitalizados. “Há muito mais organização. O espaço está mais limpo e com menos processos; houve o fim de certos atos processuais e a procura no balcão já é bem menor”, acrescentou.

Israela Pontes revelou que a digitalização teve início em agosto de 2018, de forma piloto, quando houve uma mudança de competência e a unidade recebeu mais de mil processos da 5ª Vara. Por conta do súbito aumento, foi determinada a digitalização, antes que a medida estivesse estendida para todo o Estado.

Além da magistrada, a equipe responsável pela digitalização da unidade é composta pelos servidores: Jéssica Barreto Fernandes, Maskiza Sueneburg Nascimento Costa, Carolina Azevedo Almeida Vieira, Rinaldo do Nascimento Costa Júnior, Alessandro de Souza Mello e Carlos André Martins Soares.

De acordo com os dados de produtividade da 4ª Vara Mista, houve, de 1º de janeiro a 14 de junho do corrente ano, um total de 617 sentenças, 1.625 processos baixados e 71 audiências.

Ato nº 12/2019 – Autorizou a expansão do Projeto Digitaliza para todas as unidades do Estado da Paraíba, nas competências que já possuem tramitação através do Processo Judicial eletrônico (PJe), instituindo premiação pela concessão de dias de folga aos servidores atuantes na digitalização. 

Por Gabriela Parente 


 

Compartilhar: Whatsapp
DICOM
Diretoria de Comunicação Institucional
  • imprensatjpb@gmail.com
  • (83) 3216-1611