Conteúdo Principal
Publicado em: 03/07/2023 - 11h12 Atualizado em: 03/07/2023 - 18h05 Comarca: João Pessoa Tags: DITEC, Justiça 4.0, Pesquisa, percepção

CNJ inicia nesta segunda-feira a 2ª etapa do Diagnóstico Justiça 4.0

Justiça 4.0

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) inicia nesta segunda-feira (3), prolongando-se até dia 14 de julho, a segunda fase do Diagnóstico Justiça 4.0, para avaliar a percepção de servidores(as), colaboradores(as) e magistrados(as) sobre as mudanças e os desafios que vieram com a implementação dos Núcleos de Justiça 4.0, Balcão Virtual e Juízo 100% Digital.

A realização dessa última fase da pesquisa consiste na aplicação on-line do questionário de percepção, estruturado em 16 questões e direcionado a todo o corpo funcional dos 87 Tribunais (magistrados(as), servidores(as) e força de trabalho auxiliar), dos cinco segmentos de Justiça, distribuídos da seguinte forma: Tribunais Regionais Federais; Tribunais Estaduais e do Distrito Federal e Territórios; Tribunais Regionais Eleitorais; Tribunais Regionais do Trabalho; e Tribunais Militares.

A aplicação do questionário de percepção tem o propósito de subsidiar o estudo com informações e dados complementares que não estão disponíveis nos sistemas e nas bases de dados do CNJ.

As questões foram pensadas para captar a percepção do universo de respondentes acerca de quesitos que podem contribuir com a análise das hipóteses propostas para investigar outros temas aderentes à natureza da pesquisa, entre eles: Mudanças decorrentes da implementação do Balcão Virtual, do Juízo 100% Digital e dos Núcleos de Justiça 4.0; Grau de dificuldade de aplicação do Balcão Virtual, do Juízo 100% Digital e dos Núcleos de Justiça 4.0; Mudanças no arranjo e uso de espaços físicos (ocupação/desmobilização/redução); Iniciativas implementadas para garantir o acesso aos excluídos digitais; Virtualização do processo e congestionamento de processos durante a pandemia de covid-19; e Recepção da Resolução CNJ n. 481/2022 (retorno ao trabalho presencial) pelos jurisdicionados e pelos advogados.

A expectativa é de que as informações e os dados estatísticos levantados gerem evidências sobre o impacto da implementação das políticas tecnológicas do PJ 4.0 (Núcleos de Justiça 4.0, Balcão Virtual e Juízo 100% Digital) na criação de novos fluxos, processos e formas de trabalho no Poder Judiciário, com a demonstração de resultados comparativos quanto à economicidade e eficiência antes e depois da implementação dessas tecnologias.

O estudo visa contribuir com a consolidação das políticas do Poder Judiciário no âmbito do PJ 4.0 e está alinhado com a Resolução CNJ n. 345/2020 (Juízo 100% Digital), a Resolução CNJ n. 372/2021 (Balcão Virtual), a Resolução CNJ n. 385/2021 (Núcleos de Justiça 4.0) e a Resolução CNJ n. 370/2020, que tem como meta promover a melhoria da governança, gestão e colaboração tecnológica no Poder Judiciário a fim de direcionar e propiciar eficiência, eficácia, efetividade e economicidade aos órgãos para maximizar os resultados com otimização de recursos.

Para preencher o questionário de percepção clique no link: https://formularios.cnj.jus.br/pj4-0-percepcao

Gecom/TJPB/CNJ

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611