Conteúdo Principal
Publicado em: 02/08/2022 - 14h05 Atualizado em: 02/08/2022 - 14h09 Tags: Teletrabalho

Comissão do Teletrabalho do TJPB analisou 565 processos no primeiro semestre deste ano

-

Prestes a vencer o acervo pendente, acumulado com o aumento da demanda por conta do período pandêmico, a Comissão de Gestão do Teletrabalho do Tribunal de Justiça da Paraíba realizou, nessa segunda-feira (1º), mais uma reunião quinzenal, contendo na pauta 60 solicitações para ingresso no regime do teletrabalho. No primeiro semestre deste ano, a Comissão analisou 565 processos, como informou o Desembargador João Benedito da Silva (presidente).

Ele explicou que restam 20 feitos a serem apreciados pela Comissão do acervo remanescente, lembrando que, por conta do aumento da demanda, as reuniões passaram a ser quinzenais, para dar vencimento às pautas. “Vamos realizar a última reunião quinzenal para darmos vencimento a estes processos. Voltaremos a nos reunir mensalmente, após zerarmos os processos pendentes. Estamos felizes por vencermos o acervo pendente”, comentou.

O presidente da Comissão destacou, ainda, um processo existente na pauta, solicitando o teletrabalho para estagiários, que atuam no Primeiro Grau de Jurisdição, por decisão dos membros da Comissão, a análise foi adiada. 

“Adiamos a apreciação dos pedidos para a próxima pauta, porque há uma Medida Provisória de n. 1.108/2022, a qual regula e autoriza o trabalho dos estagiários sobre o regime do teletrabalho, porém, essa MP tem validade até os primeiros dias desse mês. Então, achamos prudente aguardar o que será feito deste normativo, para então apreciarmos os pedidos”, salientou o Desembargador João Benedito.

Participaram da reunião a juíza auxiliar da Vice-Presidência, Michellini Jatobá, as servidoras Daniela Menezes (Gevid), Sandra Aguiar (Ditec) e Carmen Estelita (Geaco). Assessorando os trabalhos, a servidora Denise Lira (gabinete do Desembargador João Benedito).   

Por Lila Santos

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611