Conteúdo Principal
Publicado em: 20/03/2009 - 12h00 Tags: Geral, Legado

Dez mil crianças da grande JP serão beneficiadas pela campanha contra o uso abusivo do álcool

Coordenadoria de Comunicação Social

A “Campanha de erradicação da violência contra a criança e o adolescente causada pelo uso abusivo do álcool”, que será lançada no próximo mês, em todas as comarcas da região metropolitana de João Pessoa e Campina Grande. O projeto foi apresentado na manhã desta sexta-feira (20), para magistrados e promotores, na sala de treinamento do setor de Recursos Humanos, no 4º andar do Anexo Administrativo “Desembargador Archimedes Souto Maior”.

Uma equipe da Associação de Apoio ao Trabalho Cultural, Histórico e Ambiental (Apoitchá), com sede em Lucena, foi responsável pela apresentação do projeto, que pretende atender 10 mil crianças e jovens, só este ano. Em maio, a campanha chega a todo o Estado. Na oportunidade, também foi editada uma carta de adesão de apoio à campanha. Representantes da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB); Associação Paraibana do Ministério Público (APMP) e a Apoitchá assinaram o documento.

 “Na verdade, nós já temos uma parceria forte com a Apoitchá. O trabalho voltado para conter o uso abusivo no álcool por crianças e adolescentes já é difundido na nossa comarca. O que nós esperamos é uma sensibilidade ainda maior das empresas públicas e privadas. O Tribunal de Justiça tem se revelado um grande parceiro nessa luta”, comentou a juíza da Infância e Juventude de Lucena, Graziela Gadelha.

Para coordenadora da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça da Paraíba, Vivianne de Andrade Sarmento, essa campanha é de extrema importância para toda a sociedade e que o TJPB é um parceiro nessa iniciativa. “Estamos ouvindo magistrados de todas as comarcas, com o propósito de apoiarmos projetos dessa natureza. É necessário que se crie uma rede de suporte às crianças e adolescentes”, afirmou.

Já a coordenadora-geral da Apoitchá, Andréia Carrer, disse que a campanha é para mobilizar a sociedade civil e o poder público para construção de políticas voltadas ao enfrentamento do uso abusivo de álcool. “Para isso temos que levar informação às crianças e adolescentes, a respeito dos perigos do consumo excessivo de álcool. Também vamos construir uma base de dados para localizar todos os casos que envolvam violência e álcool”, adiantou Carrer, que também é a coordenadora da campanha.

Durante a apresentação do projeto, foi exibido um filme produzido pelos Alcoólicos Anônimos do Rio Grande do Sul. Andréia Carrer ainda apresentou toda a estratégia de publicidade da campanha, como teatro, folderes, cartazes e vinhetas para rádio e internet. Ela disse, também, que, só em João Pessoa, 64% dos estudantes dos ensinos fundamental e médio, da rede pública, disseram que já fizeram uso do álcool, enquanto 11,4% usam a droga com frequencia e 6,9% revelaram que são dependentes.

Apoitchá é uma Organização não Governamental (ONG), formada por jovens profissionais da Educação, Comunicação, Psicologia e Artes, que já ganhou vários prêmios, entre eles, no Criança Esperança e no Banco Itaú/Unicef. Atualmente, 1.647 mil crianças são atendidas pela Apoitchá. Elas moram em uma casa mantida pela Associação e boa parte são filhos de pais alcoólicos.

Por Fernando Patriota

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611