Conteúdo Principal
Publicado em: 26/10/2022 - 19h03 Atualizado em: 27/10/2022 - 11h49 Comarca: Coremas Tags: Comissão de Segurança, Projeto Acesso Seguro, Inspeção Técnica

Equipe do Projeto Acesso Seguro  faz Inspeção Técnica em quatro Comarcas do Sertão paraibano

-

Durante uma semana a equipe do Acesso Seguro esteve realizando inspeções técnicas, de forma presencial, verificando a correta instalação dos procedimentos e equipamentos disponibilizados pelo projeto. Passaram pelas reciclagens realizadas nos Fóruns das Comarcas de São João do Rio do Peixe, Pombal, Coremas e Soledade, 23 pessoas entre gerentes, servidores e agentes de segurança.

“Em virtude do momento pandêmico, várias unidades judiciárias não puderam receber nossa visita, para as devidas correções e aprimoramento, “in loco”. Por isso, realizamos esse processo revisional e corretivo das normas e procedimentos apresentados no Acesso Seguro, visitando as Comarcas onde o equipamento está instalado”, explicou o coordenador do projeto, Jardel Rufino, complementando que os trabalhos foram executados conjuntamente com o Tenente Coronel Josélio César de Oliveira.

-

O gerente do Fórum da Comarca de São João do Rio do Peixe, Francisco Batista de Sousa Neto, ressaltou que o Acesso Seguro, implantado na unidade judiciária, representa um significativo avanço na prestação de serviço público ofertado, tendo em vista ter proporcionado mais segurança e tranquilidade aos magistrados, servidores, advogados e jurisdicionados. 

“A inspeção técnica realizada pela equipe do Acesso Seguro foi muito proveitosa para verificação da estrutura física de segurança de todo o Fórum e também para esclarecimento de dúvidas para os operadores do sistema Visit. Depois desta visita agora estamos mais seguros e confiantes na prestação do serviço”, realçou o gerente.

-

Para a gerente do Fórum de Coremas, Elizângela Rodrigues de Andrade Silva, a inspeção técnica realizada na Comarca foi de grandioso valor. “O coordenador do projeto, Jardel Rufino, como também, o Coronel Josélio Oliveira são pessoas de uma gentileza gigante. Passaram grandes ensinamentos aos servidores. Foi de suma importância a visita”, exaltou.

A gerente do Fórum da Comarca de Pombal, Maria de Fátima Rodrigues destacou que, mesmo tendo sido o Acesso Seguro instalado na unidade judiciária no período da pandemia, sendo o treinamento de forma online, não tiveram dificuldades em operar o sistema “Visit”. 

“Este projeto foi muito bem elaborado e planejado, sendo nossas dúvidas prontamente atendidas pela coordenação, o que facilita muito. Desde então, ainda não tínhamos recebido uma visita presencial, o que foi realizada. Nos passaram explicações detalhadas do sistema e nos orientaram sobre como melhorar alguns pontos em termos de segurança, tanto para magistrados, como servidores, sendo muito importante”, realçou Maria de Fátima.

-

Por sua vez, a gerente do Fórum da Comarca de Soledade, Juliana Cordeiro Borborema, enfatizou que a inspeção técnica abordou diversas áreas da sede do Fórum, inclusive de risco, verificando se estavam no padrão e normas orientadas pelo Tribunal de Justiça, como forma de prevenção, para evitar problemas futuros. 

“Esta inspeção foi muito importante, como também, as explicações repassadas aos vigilantes de como agir, de acordo com cada situação que possa ocorrer no cotidiano. Além de verificarem se o mobiliário que integra os equipamentos do Acesso Seguro, instalado no Fórum, estava de acordo com as normas determinadas. Foram muito bem-vindos a inspeção e o treinamento realizados, pois me dão a garantia de que estou exercendo corretamento meu serviço”, frisou a gerente.

Ação estratégica - O Acesso Seguro integra o planejamento estratégico do TJPB e tem por referência a Resolução nº 291/2019 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que instituiu o Sistema Nacional de Segurança do Poder Judiciário e a Resolução nº 11/2017 do TJPB, a qual estabelece normas de segurança para ingresso e permanência de pessoas nas dependências dos prédios do Poder Judiciário estadual.

“Por meio do Projeto há um controle do acesso de pessoas às unidades da Justiça estadual, seguindo procedimentos de identificação, inspeção de segurança, submissão ao aparelho detector de metais e utilização de crachá de identificação”, informou Jardel Rufino.

Por Lila Santos

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611