Conteúdo Principal
Publicado em: 04/05/2022 - 14h31 Tags: Quarta Câmara, Reforma em escola

Quarta Câmara mantém decisão que determinou reforma em escola em Campina Grande

A decisão do Juízo da Vara da Infância e Adolescência de Campina Grande que determinou ao Governo do estado a reforma da Escola Estadual Dom Luiz Gonzaga Fernandes foi mantida pela Quarta Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba no julgamento da Apelação Cível nº 0802429-75.2021.8.15.0001. A relatoria do processo foi do Desembargador Oswaldo Trigueiro do Valle Filho.

De acordo com inspeções feitas, constatou-se inúmeras irregularidades, sendo de ordem organizacional, estrutural e nas instalações da escola. Em que pese as várias informações a respeito do caso e inspeção realizada pelo Ministério Público, foi constatado que até o presente momento não foram realizadas as obras necessárias, restando ainda pendentes de regularização e adequação.

No exame do caso, o relator considerou que as obras de reforma determinadas na sentença são imprescindíveis para se garantir o básico necessário ao funcionamento de uma escola pública. "Demonstradas as irregularidades estruturais em escola municipal, por meio de Procedimento Administrativo instaurado no âmbito do Ministério Público, pondo em risco, inclusive, a integridade física e a vida dos alunos e funcionários do estabelecimento, é dever do respectivo ente público promover sua devida reparação, não havendo argumentos capazes de retirar, ou mesmo postergar, a sua obrigação, em consonância com o que estabelece o artigo 206 da Constituição Federal", pontuou.

O relator destacou, ainda, o entendimento pacífico, no âmbito do Supremo Tribunal Federal, no sentido de que o Poder Judiciário pode determinar à administração pública que adote medidas assecuratórias de direitos constitucionalmente reconhecidos como essenciais, sem que isso configure violação do princípio da separação de poderes.

Da decisão cabe recurso.

Por Lenilson Guedes

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611