Conteúdo Principal
Publicado em: 20/06/2022 - 19h00 Atualizado em: 21/06/2022 - 14h36 Comarca: Cajazeiras Tags: Comissão de Segurança, Acesso Seguro, Comarca de Cajazeiras

Acesso Seguro: Comarca de Cajazeiras passa por reciclagem virtual

Foto do treinamento do Acesso Seguro na comarca de Cajazeiras
Treinamento do Acesso Seguro na Comarca de Cajazeiras

Mais uma unidade do Poder Judiciário paraibano, onde funciona o sistema do Projeto Acesso Seguro, passou por treinamento virtual. Desta vez envolveu servidores e agentes de Segurança da Comarca de Cajazeiras. A capacitação foi dada pelo coordenador do projeto, Jardel Rufino e tratou de todos os procedimentos de segurança implementados, quando da instalação do sistema de identificação e controle de acesso (sistema Visit), desenvolvido pelo Tribunal de Justiça da Paraíba, que faz parte do serviço.

As reciclagens integram as ações de aperfeiçoamento e incentivo por parte da Presidência do TJPB, através da Comissão Permanente de Segurança, presidida pelo Desembargador Joás de Brito Pereira Filho, tendo como coordenador adjunto o juiz auxiliar da Presidência Rodrigo Marques, e gestora a magistrada Michelini Jatobá, juíza auxiliar da Vice-Presidência.

Conforme pontuou Jardel Rufino, além do aperfeiçoamento para a utilização do sistema de controle de acesso, o treinamento tem qualificado os participantes, de forma a permitir um aumento na identificação de pessoas com mandados de prisão em aberto, quando do acesso aos Fóruns onde funciona o projeto. Ele lembrou que já foram detectados 55 mandados de prisão relacionados a débito alimentar, roubo, furto, porte ilegal de arma, estupro de vulnerável, tráfico de drogas e descumprimento de medidas restritivas.

“O aumento na detecção dos mandados de prisão nas unidades judiciárias está relacionado diretamente ao processo de reciclagem, os servidores e agentes de segurança estão mais preparados para proceder em casos como estes”, ressaltou Jardel Rufino. O coordenador complementou, ainda, que o processo de revisão e monitoramento das normas de segurança disponibilizadas pelo Acesso Seguro se mostra essencial, especialmente com o retorno presencial do jurisdicionado, pós período pandêmico.

O sistema Visit está integrado ao Banco Nacional de Mandados de Prisão (BNMP 2.0), permitindo a identificação de pessoas que tenham contra si um mandado de prisão expedido em aberto durante o cadastramento dos visitantes. O Acesso Seguro utiliza procedimentos de identificação, inspeção de segurança, submissão ao aparelho detector de metais e crachás de identificação dos usuários que acessam os prédios do TJPB.

Para a gerente em substituição do Fórum de Cajazeiras, Graciene Lins Pereira o treinamento foi de grande importância. Segundo comentou, além de ajustar o comportamento dos servidores que lidam diretamente com o sistema, proporcionou atualização sobre novas ferramentas, como o campo do nome social, medidas a serem tomadas quando da identificação de mandado de prisão em aberto, esclarecimento de dúvidas, entre outros. “Para que cada vez mais a padronização das ações viabilizem a eficácia dos objetivos do programa, gerando segurança para os que acessam o Fórum”, frisou.

Por Lila Santos

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611