Conteúdo Principal

Juiz da Infância e Juventude de CG visita Hemocentro e discute parceria para aumentar cadastro de doadores 

-
Juiz Perilo Rodrigues de Lucena em visita ao Hemocentro

O juiz da Vara da Infância e Juventude da Comarca de Campina Grande, Perilo Lucena, esteve em reunião, no dia 15/07, na sede do Hemocentro da Paraíba, com a direção do órgão. O objetivo foi o desenvolvimento de parcerias voltadas à divulgação, ampliação e acompanhamento de políticas públicas na área da saúde e segurança do sangue e hemocomponentes, dentre elas, a realização de um evento no Hemocentro de Campina, para doação de medula. 

-

Além disso, trataram, sobre o acompanhamento das crianças e adolescentes com talassemias (distúrbio sanguíneo, envolvendo menores quantidades de proteínas transportadoras de oxigênio do que o normal), anemias e outras doenças relacionadas ao sangue e a interlocução com as instituições de proteção, educação, saúde e assistência social, Defensoria e Ministério Público.

-

Na ocasião, participaram a diretora-geral do Hemocentro, Shirlene Gadelha e a chefe do Núcleo de Biologia Molecular, Maria Betânia Souza de Almeida.

Ao magistrado Perilo Lucena foram apresentadas as instalações físicas, laboratórios e setores de atendimento, triagem e arquivos. Na oportunidade, ele, também, conheceu o funcionamento do Hemocentro da Paraíba, 24 horas (setores de distribuição e fracionamento e prova cruzada). “Esta importante instituição possui unidades em várias cidades do Estado”, ressaltou. 

A diretora-geral, Shirlene Gadelha avaliou como muito importante a parceria firmada com a Infância e Juventude de Campina Grande, por meio da atuação do juiz Perilo Lucena, que auxiliará a instituição na captação para doadores de medula óssea. Segundo pontuou, a iniciativa vai aumentar o banco de dados da instituição, observando ser muito alta a probabilidade de encontrar doadores compatíveis, a nível nacional é de um para cem mil, e a nível mundial, de um para um milhão.

-

Shirlene Gadelha evidenciou, igualmente, a necessidade de atingir um nível maior de doadores cadastrados e que isto pode ocorrer, a partir da campanha dentro de Campina Grande, por meio da parceria a ser firmada com a Vara da Infância e Juventude, para o cadastramento do maior número de pessoas possível. 

“Se Deus quiser, encontrar doadores compatíveis e sermos este bilhete premiado para que alguém possa ter sua vida normal, de forma que possamos ajudar a salvar vidas”, enfatizou Shirlene Gadelha, complementando que será, também, uma oportunidade para a sensibilização e o incentivo às pessoas para tomarem conhecimento da importância de ser um doador.

Por Lila Santos

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611