Conteúdo Principal
Publicado em: 02/10/2008 - 12h00 Tags: Geral, Legado

Natalício do Corregedor-Geral de Justiça, desembargador Júlio Paulo Neto, não interrompe seu trabalho à frente da Corregedoria

<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" /?>

 


por Evandro da Nóbrega,


coordenador de Comunicação


Social do Judiciário paraibano


 


 


Logo cedo, na manhã desta quinta-feira, o desembargador Antônio de Pádua Lima Montenegro, presidente do Tribunal de Justiça do Estado, foi a primeira autoridade (e o primeiro amigo) a cumprimentar o desembargador Júlio Paulo Neto, corregedor-geral de Justiça da Paraíba, pelo transcurso de seu aniversário natalício.


 


O desembargador-corregedor-geral recebeu esses cumprimentos ainda em casa, pelo telefone, quando tomava o café da manhã com a esposa, Dra. Berenice Ribeiro Coutinho Paulo Neto.


 


COMEMORAÇÃO NA SEXTA


Depois, o desembargador Júlio dirigiu-se ao prédio do Complexo Judiciário do Altiplano do Cabo Branco, onde funciona a sede da Corregedoria-Geral de Justiça e onde trabalhou normalmente por todo o dia — mesmo porque as comemorações pelo natalício apenas serão realizadas nesta sexta-feira, 3 de outubro, após o encerramento do expediente, numa granja escolhida por um grupo de amigos.


 


Natural de Campina Grande (PB) — onde nasceu a 2 de outubro de 1939, filho de José Paulo Neto e Maria Avani Paulo Neto —, o desembargador Júlio Paulo Neto formou-se no ano de 1966, pela Faculdade de Direito da Universidade Federal da Paraíba.


 


MINISTÉRIO PÚBLICO


Ingressou no Ministério Público em 1968, aí fazendo carreira e chegando ao cargo Procurador-Geral de Justiça da Paraíba, para o qual foi eleito, em duas oportunidades, pelos procuradores integrantes do Ministério Público estadual.


 


Seu ingresso no Ministério Público deu-se por aprovação em concurso público, após o que assumiu a Comarca de Jacaraú, onde fundou o Colégio “Osvaldo Trigueiro”, por intermédio da Fundação Padre Ibiapina. Esse estabelecimento de ensino seria depois alçado à condição de educandário estadual.


 


Como Promotor de Justiça, o Dr. Júlio Paulo Neto atuou em várias Comarcas do Estado, entre as quais cumpre citar Patos, Pilar, Santa Rita, Alagoa Nova, Esperança, Solânea, Espírito Santo, Rio Tinto, Mamanguape, Sapé, Alhandra, Bayeux, Cabedelo, Campina Grande e João Pessoa (Auditoria Militar, 3ª Vara Criminal e Vara da Fazenda Pública).


 


NO CONSELHO NACIONAL


Ascendeu ao cargo de Procurador de Justiça em 1996, passando a coordenar as Curadorias de João Pessoa (1º. CAOP). Um ano depois, tomou-se o primeiro Procurador-Geral de Justiça da Paraíba a ser eleito pelo voto direto dos Membros do Ministério Público (procuradores e promotores de Justiça) para o biênio 1997/1999.


 


Foi reeleito, também democraticamente, para o biênio 1999/2001. Nesses dois mandatos, sua atuação assumiu âmbito nacional, vez que exerceu os altos cargos de Vice-Presidente e depois de Presidente do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais de Justiça do Brasil.


 


NO PODER EXECUTIVO


Encerrado o segundo mandato como Procurador-Geral de Justiça da Paraíba, passou a desempenhar as funções de Corregedor-Geral do Ministério Público, cargo que ocupou até 2002.


 


A par da carreira no Ministério Público, exerceu também cargos no Poder Executivo: foi Chefe de Gabinete da Secretaria de Segurança (no Governo Ernani Sátyro) e presidente da Companhia de Industrialização do Estado da Paraíba (CINEP), no segundo Governo Tarcísio Burity.


 


COMO DESEMBARGADOR


Em março de 2002, foi escolhido, dentro do Quinto Constitucional, para ocupar uma cadeira de desembargador no Tribunal de Justiça da Paraíba. Conseqüentemente, passou a atuar não apenas no Tribunal Pleno, como também na Terceira Câmara Cível, da qual foi presidente.


 


Em 2005, viu-se escolhido por seus pares como vice-presidente da mais alta Corte de Justiça do Estado. Ainda posteriormente, assumiu a Presidência do TJ-PB, quando chegou a exercer interinamente o Governo do Estado. 


 


Desde fevereiro de 2007, exerce o cargo de Corregedor-Geral da Justiça da Paraíba. Em 1º. de fevereiro de 2009, passará o cargo a seu sucessor na Corregedoria-Geral, o desembargador Abraham Lincoln da Cunha Ramos, já sob a Administração do novo presidente do TJ-PB, desembargador Luiz Sílvio Ramalho Júnior [Biênio 2009-2011].



 

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611