Conteúdo Principal
Publicado em: 18/02/2021 - 21h17 Atualizado em: 18/02/2021 - 21h18 Tags: Reunião, Nupemec, Cejuscs, Coordenação

Nupemec traça as diretrizes de conciliação, e diretora indica juízes para coordenação de Cejuscs

Antes de ingressar em um período de licença, a diretora do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargadora Fátima Bezerra Cavalcanti, indicou à Presidência do TJPB dois juízes para compor sua equipe. Nesta quinta-feira (18), a magistrada escolheu o juiz Antônio Sérgio Lopes, para a Coordenação dos Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania Cível da Capital, e a juíza Flávia Cavalcanti Lins, para coordenar o Cejusc Fazendário de João Pessoa e o Programa ProEndividados.

A diretora do Nupemec anunciou, também, a realização do Encontro Estadual da Justiça Conciliatória, previsto para o mês de maio. Para isso, já estão sendo contactadas diversas autoridades nacionais na área da política de pacificação de conflitos que participarão do evento. “Mesmo consternada pelo falecimento do meu marido, o senador José Maranhão, mas sempre dedicada à magistratura, estou tratando da minha saúde física e emocional, para retomar minha atividade judicante de forma plena. Contudo, já de licença médica, convoquei os diretores adjuntos do Núcleo, para traçar diretrizes de trabalho”, comentou a desembargadora.

Fátima Bezerra informou que seu antecessor na Diretoria do Núcleo, desembargador Leandro dos Santos, desenvolveu um trabalho primoroso e competente. Ela recomendou a sua equipe que mantivesse o mesmo ritmo trabalho, com a mesma linha de eficiência e celeridade. “Também solicitei aos colegas que trouxessem novas ideias, para que o Nupemec continue a crescer na gestão do Presidente do Tribunal de Justiça, Desembargador Saulo Henriques de Sá e Benevides. A Justiça de hoje e a Justiça de amanhã têm dois grandes pilares: conciliação e tecnologia”, pontuou.

Conforme um dos diretores adjuntos do Nupemec, juiz Antônio Carneiro, a reunião foi muito produtiva, na qual a desembargadora traçou as diretrizes da nova gestão, com ênfase para a capacitação dos conciliadores e mediadores, como também a restruturação dos Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejuscs).

“Vamos dotar os Centros com equipamentos modernos e pessoal treinado, para que possamos desenvolver nossa missão, que é a política de conciliação de forma mais eficiente e célere possível, inclusive, dando continuidade ao trabalho já desenvolvido, também focado no 2º Grau de jurisdição".

Ainda compõem a Diretoria Adjunta do Cejusc os juízes Pedro Davi Vasconcelos e Ana Amélia Câmara.

Por Fernando Patriota/Gecom-TJPB