Conteúdo Principal
Publicado em: 25/11/2022 - 10h39 Atualizado em: 25/11/2022 - 16h04 Tags: Coordenadoria da Mulher, Júri, Feminicídio, Comarca de Piancó, 22ª Semana da Justiça pela Paz em Casa

Júri popular de feminicídio marca ações da Comarca de Piancó na 22ª Semana da Justiça Pela Paz em Casa

-

Dentro da programação da 22ª Semana da Justiça pela Paz em Casa, a Comarca de Piancó realizou um júri popular, envolvendo um caso de feminicídio, sendo o réu, Antônio José, condenado a 24 anos e 8 meses de prisão por assassinar Damiana Maceno de Araújo, de 25 anos. Além disso, foram realizadas audiências, exaradas decisões e prolatadas sentenças relativas a processos de violência doméstica e familiar. O esforço concentrado termina nesta sexta-feira (25).

O juiz titular e diretor do Fórum, Pedro Davi Vasconcelos informou ter sido o julgamento emblemático, no sentido da prática evidente da violência contra a mulher, vindo a vítima a perder a vida. “O júri foi transmitido para toda a região, e ouve uma mensagem clara recebida pela sociedade local de que é preciso respeitar a vida, a mulher, a liberdade de opção sexual, como forma de promover a paz não só em casa, como também, na sociedade”, pontuou o magistrado.

Pedro Vasconcelos destacou, ainda, que a Semana pela Paz em Casa, que já virou tradição, é um evento de suma importância para a sociedade. Conforme realçou, é o momento em que o Poder Judiciário concentra seus esforços para o julgamento e processamento de ações que envolvem violência contra a mulher e doméstica.

O diretor do Fórum salientou que no Tribunal de Justiça da Paraíba não é diferente, há pelos juízes e varas, que possuem competência para tanto, o direcionamento de ações, providências, medidas, como a realização de audiências, prolatação de sentenças, para privilegiar a celeridade na tramitação dessas ações.

“Ações estas, capitaneadas pelo Conselho Nacional de Justiça e pelo TJPB, muito importantes, porque, como o próprio nome diz, esta intervenção do judiciário concentrada promove a paz em casa”, envidenciou o juiz Pedro Davi.  

Por Lila Santos

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611