Conteúdo Principal
Publicado em: 11/07/2023 - 11h38 Atualizado em: 18/07/2023 - 17h54 Comarca: João Pessoa Tags: Comissão de Segurança, Acesso Seguro, ESMA, Reciclagem

Projeto Acesso Seguro recicla e capacita servidores e agentes de segurança da Esma

Acesso Seguro Esma

Um treinamento de reciclagem sobre as atualizações e funcionalidades do Projeto Acesso Seguro foi repassado para servidores e agentes de segurança da Escola Superior da Magistratura (Esma) do Tribunal de Justiça da Paraíba, localizada no Bairro do Altiplano, em João Pessoa. A capacitação aconteceu nessa segunda-feira (10), sob a responsabilidade do coordenador do Projeto, Jardel Rufino Sá, e do supervisor da Gerência de Segurança Institucional do TJPB, tenente-coronel PM Josélio César de Oliveira.

O Projeto é uma das iniciativas da Comissão Permanente de Segurança do Poder Judiciário estadual, presidida pelo desembargador Joás de Brito Pereira Filho. O magistrado disse que o Acesso Seguro estabelece normas de segurança para ingresso e permanência de pessoas nas dependências dos prédios do Poder Judiciário estadual, seguindo procedimentos de identificação, inspeção de segurança, submissão ao aparelho detector de metais e utilização de crachás de identificação para usuários.

Essas medidas estão em conformidade com o Planejamento Estratégico do TJPB e tem por referência a Resolução nº 435/2021 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que instituiu o Sistema Nacional de Segurança do Poder Judiciário, e a Resolução nº 11/2017 do TJPB.

“A capacitação é relevante, especialmente, por envolver pessoas diretamente ligadas ao bom funcionamento do sistema nas unidades judiciárias, de forma que o serviço seja prestado com excelência e qualidade, características destacadas por todos que foram beneficiados com a utilização do Projeto”, comentou a gestora do Projeto Acesso Seguro e juíza auxiliar da Presidência do Tribunal, Michelini Jatobá.

Segundo o coordenador do Projeto, durante a reciclagem foram repassados pontos importantes para o sucesso do funcionamento do Acesso Seguro. “Depois da apresentação do projeto, tratamos sobre a funcionalidade do mobiliário (recepção, cabine blindada, armário e caixa de areia). Demonstramos, por slide, como deve ser feito o ingresso de um visitante nos fóruns, e a forma correta para desmuniciamento de armas”, informou Jardel Rufino.

Também foram repassados conhecimentos sobre a condução adequada na detecção de mandado de prisão pelo software de controle de acesso Visit e informações gerais sobre a Resolução nº 11/2017, que trata a respeito das normas para o acesso de usuário armado. Já o tenente-coronel PM Josélio César falou sobre procedimentos de abordagem, normas de segurança, relação interpessoal e posicionamento e postura do agente de segurança.

Por Fernando Patriota

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611