Conteúdo Principal
Publicado em: 19/10/2021 - 11h16 Atualizado em: 26/10/2021 - 10h25 Tags: Penitenciária, Cultura, Arte

1ª Semana de Arte e Cultura da Penitenciária de Psiquiatria Forense começa na próxima segunda

Imagem sobre a Semana de Arte da Penitenciária Forense

O Tribunal de Justiça da Paraíba, em parceria com o Conselho da Comunidade, Secretaria de Administração Penitenciária e outras instituições, vai promover a 1ª Semana de Arte e Cultura da Penitenciária de Psiquiatria Forense (PPF). O evento tem início na próxima segunda-feira (25), às 9h, e vai até o dia 29 (sexta-feira). A Semana conta com colaboração e apoio da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc); Escola Estadual de Música Anthenor Navarro (EEMAN); e do Centro Estadual de Arte (Cearte). Em respeito às normas de segurança e prevenção da Covid-19, a iniciativa cumprirá todas as diretrizes sanitárias.

“O evento tem por finalidade fomentar ações conjuntas entre os partícipes, para proporcionar oportunidades terapêuticas, por meio da execução de expressões artísticas, que visem não apenas a capacitação e qualificação, mas que colabore no processo de reinserir os internos à sociedade”, comentou o presidente do Conselho da Comunidade, Thiago Robson. Ele acrescentou que a Penitenciária de Psiquiatria Forense tem cerca de 70 internos, cumprindo medidas de segurança e muitos deles demonstram aptidão ou inclinações para habilidades artísticas.

Dentro da programação terá apresentação da Orquestra de Câmara da EEMAN, além de oficina didática instrumental, exibição de curtas metragens, diálogos de artes visuais e apresentações musicais.

Em recente inspeção da Corregedoria do TJPB à Penitenciária de Psiquiatria Forense, o corregedor-geral de Justiça, Desembargador Frederico Coutinho, destacou como fator essencial, para os avanços atuais do sistema prisional, a parceria harmônica entre a Vara de Execução Penal (VEP) da Capital e a Secretaria de Administração Penitenciária. “Com a convivência harmônica e fraterna entre as entidades, quem mais ganha é a sociedade. Percebe-se que, mesmo com as dificuldades naturais existentes, há um grande avanço na busca da ressocialização dos apenados”, afirmou.

Por Fernando Patriota

GECOM - Gerência de Comunicação
  • Email: comunicacao@tjpb.jus.br
  • Telefone: (83) 3216-1611